Vereadora Duda Salabert diz ter sofrido transfobia em salão de shopping em Belo Horizonte

Ao buscar atendimento para fazer a sobrancelha, as funcionárias se recusaram, dizendo que “só atendiam mulheres”

Vereadora Duda Salabert (PDT)
Legenda: A vereadora Duda Salabert (PDT) denunciou ter sofrido transfobia em um salão de beleza do Shopping Cidade, em Belo Horizonte
Foto: Reprodução Instagram

A vereadora Duda Salabert (PDT) denunciou ter sofrido transfobia em um salão de beleza do Shopping Cidade, em Belo Horizonte, nesta segunda-feira (25). As informações são do G1.

Ela contou que, ao buscar atendimento no local para fazer a sobrancelha, as funcionárias se recusaram, dizendo que “só atendiam mulheres”.

“A atendente disse que lá só fazem sobrancelhas femininas. Respondi que a minha é feminina. Ela contou que não ia me atender porque não atendiam homens”, relatou.

Duda registrou uma reclamação na administração do shopping, que foi de imediato até a loja. Segundo a vereadora, as funcionárias admitiram o erro, mas persistiram em não atendê-la.

“Esse episódio acontece tragicamente três dias depois da Assembleia [de Minas] manter o veto do Zema [governador, Novo] sobre o projeto de lei que pretendia, justamente, impedir atitudes como essa, punindo estabelecimentos que agem com discriminação pela identidade de gênero”, lamentou. 

Crime

Para o Supremo Tribunal Federal (STF), o crime de transfobia é equiparável ao de racismo, sendo inafiançável. A pena vai de um a três anos, podendo chegar a cinco em casos mais graves.

“É revoltante. Esse episódio escancara que ter um cargo político, ser conhecida, não blinda ninguém do preconceito que já existe na sociedade. Para além disso, demonstra que acontece de forma rotineira no estado e no país”, disse Duda.

Caso em apuração

Por nota, o Shopping Cidade disse repudiar a prática discriminatória, afirmando que vai apurar e atuar na conscientização dos lojistas. 

"Diante da denúncia recebida, a equipe da administração do Shopping Cidade acolheu prontamente a cliente Duda Salabert e assumiu o compromisso em apurar e atuar na conscientização deste e de outros lojistas para evitar que a situação se repita. Vale reforçar que o Shopping Cidade sempre foi um ambiente diverso e tem como sua bandeira ser um shopping para todos", disse.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil