Serrana reduz 95% das mortes causadas pela Covid-19 após vacinar 75% da população

A pesquisa do Butantan na cidade paulista indica que esse é o percentual para atingir a imunidade de rebanho no Brasil

Coronavac
Legenda: O estudo aplicou o imunizante CoronaVac nos habitantes do município do interior de São Paulo
Foto: AFP

A vacinação em larga escala realizada em toda a população da cidade paulista de Serrana resultou na redução de 95% do número de óbitos causados pela Covid-19. O resultado, divulgado pelo Fantástico neste domingo (30), faz parte de um estudo realizado pelo Instituto Butantan nos últimos quatro meses no município do interior de São Paulo.   

A quantidade de casos sintomáticos da doença caiu 80% e as internações foram reduzidas em aproximadamente 86%, enquanto, no mesmo período, as cidades vizinhas à Serrana registravam alta no número de infectados, informou a reportagem.  

O controle da transmissão do novo coronavírus no município foi alcançado quando 75% da população elegível foi vacinada com as duas doses, segundo a pesquisa do instituto. O resultado promissor indica que esse é o percentual de imunizados necessário para atingir a imunidade de rebanho no Brasil.   

Atualmente, a campanha de vacinação contra a Covid-19 no País segue em ritmo lento, com apenas 21% da população imunizada com a primeira dose, dos quais somente 10% receberam a segunda aplicação.   

No total, 27.160 mil habitantes de Serrana acima de 18 anos receberam as duas doses da CoronaVac em uma campanha finalizada em meados de abril.   

Como funcionou a pesquisa  

O alto índice de contágio na cidade paulistana de 45 mil habitantes foi o fator determinantes que a fez ser escolhida pelo Instituto Butantan como objeto de estudo.  

O estudo seguiu critérios científicos. Serrana foi dividida em 25 áreas que formaram quatro grupos. Os grupos receberam o imunizante, um por vez, com uma semana de diferença entre eles, detalhou o Fantástico.   

A aplicação do fármaco ainda não tinha sido concluída quando o município enfrentou um aumento no número de casos da Covid-19. O cenário mudou quando dois dos quatro grupos recebeu a segunda dose da vacina. De 699 casos registrados em março a cidade passou para 251 em abril. As mortes também reduziram, passaram de 20 para 6 no mesmo período.   

Segundo a reportagem, os índices do novo coronavírus começaram a cair depois que todos os grupos tomaram a primeira dose. Mas para os pesquisadores o controle da pandemia em Serrana foi atingido depois de 3 dos 4 grupos receberam a segunda dose. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil