Polícia impede casamento de servidora da Câmara dos Deputados, vítima de estelionato amoroso

Noivo é suspeito de integrar uma quadrilha de golpistas, que podem ter aplicado o golpe em outras servidoras da Casa Legislativa

Casamento
Legenda: Polícia Civil interrompeu casamento de servidora da Câmara dos Deputados após o noivo virar alvo de investigação por estelionato amoroso
Foto: Shutterstock

A Polícia Civil do Distrito Federal interrompeu o casamento de uma servidora da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (5), após o noivo virar alvo de investigação por estelionato amoroso contra a noiva. As informações são do jornal Metrópoles

O caso aconteceu na cidade de Planaltina de Goiás. A polícia acredita que o homem tenha aplicado o golpe em outras servidoras da Casa Legislativa. Policiais da 8ª Delegacia de Polícia (Estrutural) cumpriram mandados de busca e apreensão contra ele, suspeito de integrar uma quadrilha de golpistas.

A investigação aponta que, em conjunto com comparsas, o homem teria forjado uma internação hospitalar para pedir dinheiro à vítima, com quem mantinha o relacionamento.

Falsa terapia

A servidora também teria bancado os custos de uma falsa terapia do criminoso, motivada por uma suposta ex-namorada dele, que teria passado a ameaçar o casal.

O homem chegou a narrar para a vítima que, diante da situação, perdeu o controle, agrediu a ex, foi preso e condenado a passar por tratamentos psicológicos.

Após a operação policial, os envolvidos confessaram o crime. A polícia estima que o prejuízo pode ter sido de R$ 500 mil a R$ 1 milhão. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil