Pai mata filho com tiro acidental e atira no próprio rosto em Goiás

Segundo delegado, arma pode ter disparado enquanto o homem tirava fotos de espingarda para vender

Legenda: Espingarda que vitimou o garoto foi apreendida pela PM.
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Um menino de 11 anos morreu atingido por um disparo acidental do próprio pai, dentro de casa, em Formosa, cidade goiana próxima ao Distrito Federal. O caso ocorreu na última sexta (27). Segundo a Polícia Civil, o homem escreveu uma carta pedindo perdão e depois atirou contra o próprio rosto. As informações são do portal g1.

Segundo o delegado Danilo Meneses, o homem foi encontrado por agentes da Polícia Militar com o filho morto no colo e com um ferimento a bala no próprio rosto. Porém, estava consciente e foi socorrido para um hospital da região.

O homem entrou em desespero após o disparo que ele considerou acidental. É a mesma linha de investigação que será seguida, conforme o delegado.

"Foi acidente. Matei meu filho. Deixa eu morrer. Matei meu filho por acidente. Peço perdão", escreveu o homem em uma carta após o disparo que vitimou a criança. 

Conforme Danilo Meneses, o caso pode ter relação com a venda de uma espingarda calibre 12, já que o homem é atirador esportivo e tem quatro armas de fogo registradas em seu nome, mas decidiu vender uma delas.

"Ele ia tirar uma foto da arma que estava vendendo, que é legalizada, e o filho estava por perto. Possivelmente ele acionou o gatilho sem perceber", contou o delegado ao g1 de Goiás.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil