CoronaVac: Butantan foi "surpreendido" por decisão da Anvisa de interromper estudos da vacina

O instituto se colocou à disposição da agência reguladora para prestar esclarecimentos

O Instituto Butantan disse na noite desta segunda-feira (9) por meio de nota, ter sido "surpreendido" pela suspensão de estudos da CoronaVac pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), anunciada pouco antes, e que está "apurando em detalhes" o que houve para o órgão oficial ter tomado essa decisão.

>> Butantan anuncia início da obra de fábrica que produzirá CoronaVac

Os estudos clínicos da CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac com a participação do Butantan, foram interrompidos após um efeito adverso grave ocorrido no último dia 29, segundo a Anvisa. O órgão, no entanto não deu detalhes sobre o ocorrido. Ainda na nota, o Butantan se coloca "à disposição" da agência reguladora para prestar esclarecimentos e convocou coletiva de imprensa para esta terça-feira (10) às 11 horas.

A notícia vem no mesmo dia em que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que as primeiras 120 mil doses da CoronaVac chegarão ao Aeroporto Internacional de Guarulhos no dia 20. 

Mais cedo, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que o governo federal só vai comprar e disponibilizar imunizantes aprovados pela Anvisa, e descartou mais uma vez a imunização compulsória.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil