Acidente com Porsche deixa 2 mortos na via de acesso à residência da vice-presidência, em Brasília

O caso chegou a mobilizar o presidente Jair Bolsonaro (PL), que esteve no local e prestou condolências ao pai de uma das vítimas

Montagem mostra imagens de um acidente de trânsito envolvendo um Porsche na via de acesso ao Palácio do Jaburu, em Brasília
Legenda: Conforme o Corpo de Bombeiros, não houve autoridades envolvidas no incidente
Foto: divulgação/CBMDF

Um grave acidente de trânsito deixou duas pessoas mortas e outra ferida, na manhã de domingo (26), na via de acesso à residência oficial da vice-presidência da República, o Palácio de Jaburu, em Brasília. Conforme o Corpo de Bombeiros, não houve autoridades envolvidas no incidente. 

O caso chegou a mobilizar o presidente Jair Bolsonaro (PL), que esteve na região, próximo das 10h, após sair de moto do Palácio da Alvorada. Ele permaneceu por cerca de 30 minutos no local e, segundo o Metrópoles, prestou condolências ao pai de uma das vítimas. "Aqui temos um caso lamentável e concreto que a gente acha que nunca pode acontecer na família da gente”, disse o líder do País.

Em nota, os bombeiros informaram que um homem, identificado como Rafael Esmaniotto Soares, de 37 anos, faleceu, com múltiplas fraturas, em decorrência do acidente. Ele foi apontado como possível condutor do Porscher que capotou na ocasião. 

Outras duas pessoas foram encaminhadas para o Hospital de Base em estado gravíssimo, conforme o jornal. Uma jovem de 22 anos, identificada como Gabriella Moreira Andrade Faria, possivelmente a passageira do veículo, foi encontrada inconsciente e com fraturas. Ela, no entanto, não resistiu aos ferimentos. 

Já o segundo ferido seria um homem identificado sendo o policial penal Gueltz Costa Pinto, que participava de corrida de revezamento com outros colegas de trabalho no momento do acidente. Conforme o Metrópoles, ele está internado no Hospital Base e teve que amputar uma das pernas, devido aos ferimentos.

Ainda segundo a publicação, o agente de segurança chegou à unidade de saúde com esmagamento de fêmur direito e sinais de fratura de bacia. O quadro dele é estável, mas o segue em atendimento médico. Amigos e familiares acompanham o tratamento. 

O Sindicato dos Policiais Penais do DF (Sindpol-DF) divulgou nota em solidariedade ao colega. "A direção está consternada e se solidariza com o colega, ao tempo que pede a toda categoria que lhe inclua em suas orações e lhe envie energias e forças", diz um trecho do comunicado. 

No local do acidante, um poste de iluminação pública estava amassado e caído na rua. Uma cerca de metal paralela a via também estava danificada. O Corpo de Bombeiros enviou seis viaturas e 25 oficiais para a ocorrência. O caso foi registrado na 5ª Delegacia, na Asa Norte, em Brasília. 

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil