Terremoto de 5,9 graus de magnitude deixa pelo menos 20 mortos no Paquistão

Óbitos foram provocados pelo desabamento de paredes e telhados

terremoto no Paquistão
Legenda: Moradores removem os destroços de casas danificadas em Harnai
Foto: Banaras Khan/AFP

Pelo menos 20 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas em um terremoto de magnitude 5,9 que sacudiu o sul do Paquistão na manhã desta quinta-feira (7), informaram autoridades de Gestão de Desastres.

Muitas das vítimas faleceram devido ao desabamento de telhados e paredes, disse Suhail Anwar Hashmi, funcionário do governo provincial do Baluchistão. Entre os mortos havia seis crianças.

"Estamos recebendo informações de que 20 pessoas morreram. Os trabalhos de resgate estão em andamento", indicou o ministro provincial do Interior, Mir Zia ullah Langau.

Uma mulher e seis crianças estão entre as 20 vítimas fatais, afirmou Suhail Anwar Hashmi, citando também um balanço de 200 pessoas feridas.

"Foi um terremoto forte. O abalo foi muito potente", declarou Zaman Shah em Harnai.

Impacto

O terremoto, que aconteceu a pouca profundidade na província do Baluchistão, foi sentido em pelo menos seis cidades, mas a área mais afetada foi a remota cidade montanhosa de Harnai, onde os esforços de resgate foram dificultados pela falta de vias pavimentadas, eletricidade e sinal de telefonia.

Em um vilarejo do distrito, com poucas estradas pavimentadas e escassa infraestrutura de energia elétrica, o tremor acordou o agricultor Rafiullah, que tentava retirar os filhos de casa quando o teto desabou e o deixou inconsciente.

"Quando recuperei a consciência, tirei meus dois filhos, mas o mais novo, de apenas um ano, já estava morto", lamentou o jovem pai.

Resgate

O primeiro-ministro Imran Khan disse que ordenou "assistência imediata de emergência" à região afetada.

Helicópteros do exército ajudam no transporte de feridos de áreas isoladas até Quetta, a cidade mais próxima. Também foram mobilizadas equipes para retirar os escombros das estradas que seguem até Harnai.

Além disso, uma equipe de resgate foi enviada a uma mina de carvão onde 15 operários ficaram bloqueados. No Paquistão é comum que os mineiros trabalhem.

"Muitos feridos chegaram com fraturas. Dezenas de pessoas receberam alta apenas com os primeiros socorros", disse. "Ao menos 40 chegaram com ferimentos críticos. Adotamos um estado de emergência no hospital", destacou Zahoor Tarin, do hospital público de Harnai.

Hospitais com lanternas

O tremor provocou apagões na região e os funcionários de um hospital público trabalhavam sem iluminação. "Antes do amanhecer, estávamos trabalhando sem energia elétrica, com a ajuda de lanternas e as luzes dos telefones celulares", detalhou Tarin.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos informou inicialmente que o terremoto registrou 5,7 graus e profundidade de 20 quilômetros, mas poucas horas depois revisou a magnitude para 5,9.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo