McDonald´s na Rússia registra aglomerações, filas de carro e cantorias antes de fechar

Rede anunciou o fechamento temporário das operações em resposta à guerra na Ucrânia

MC Donald's na Rússia
Legenda: Unidades da rede de fast-food registraram superlotação de clientes na véspera do fechamento
Foto: Reprodução

Um dia antes do fechamento temporário de 850 lojas do McDonald's na Rússia, previsto para esta segunda-feira (14), a população local formou longas filas nas unidades em busca do último sanduíche, batata frita e sorvete, e funcionários cantaram em tom de despedida. 

A rede anunciou na última terça-feira (8) a paralisação do comércio de fast-foods em função da guerra protagonizada pelo país em território ucraniano.

Nesse domingo (13), véspera do fechamento, unidades em Moscou registraram filas extensas de veículos e de pessoas, tanto nos restaurantes quantos nos drive-thrus.

Funcionários continuarão recebendo salários 

Apesar da suspensão das operações, todos os cerca de 62 mil funcionários do McDonald's no país seguirão recebendo os salários e benefícios pagos pela empresa. 

Ainda não há, porém, previsão para o retorno das atividades da rede, que atua no país há mais de 30 anos. 

"Nos juntamos ao mundo na condenação à agressão e violência, e estamos rezando pela paz", justificou em mensagem aos funcionários e franqueadores o CEO da empresa, Chris Kempczinski. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo