Telescópio James Webb revela nova imagem da galáxia Roda de Carro

Galáxia está a cerca de 500 milhões de anos-luz da Terra

Imagem da galáxia Roda de Carro e de outras menores.
Legenda: A "Roda de Carro" adquiriu sua forma após uma colisão frontal entre duas galáxias, segundo a Nasa.
Foto: NASA, ESA, CSA, STScI

O telescópio espacial James Webb atravessou o tempo e enormes quantidades de poeira para captar uma nova imagem da galáxia "Roda de Carro" com uma nitidez sem precedentes, informaram as agências espaciais dos Estados Unidos e da Europa, Nasa e ESA, respectivamente, nesta terça-feira (2).

Situada a cerca de 500 milhões de anos-luz da Terra, na constelação do Escultor, a "Roda de Carro" adquiriu sua forma após uma colisão frontal entre duas galáxias. O impacto fez com que dois anéis se expandissem do centro da galáxia, "como as ondas na água de um tanque depois que uma pedra é lançada nele", explicaram a Nasa e a ESA em comunicado conjunto.

No centro da galáxia há um anel branco menor, enquanto o anel externo, com seus raios coloridos, expandiu-se no Universo durante 440 milhões de anos, acrescenta a nota. Na medida em que o exterior se expande, ele se choca com o gás, o que provoca a formação de novas estrelas.

Webb capturou imagem mais nítida

O telescópio Hubble já havia captado imagens dessa rara galáxia anelar, que, provavelmente, era uma espiral como a Via Láctea antes de ser atingida por uma galáxia menor. Contudo, o telescópio Webb, lançado em dezembro de 2021, tem maior alcance para conseguir as fotografias.

A capacidade do Webb para detectar a luz infravermelha permitiu que ele atravessasse "um enorme quantidade de poeira quente" que atrapalhava a vista da galáxia da "Roda de Carro", afirmaram a Nasa e a ESA. Dessa forma, o telescópio revelou novos detalhes sobre a formação de estrelas na galáxia, assim como o comportamento do buraco negro supermaciço em seu coração, acrescentaram as agências espaciais.

Também foi possível detectar regiões ricas em hidrocarbonetos e outras substâncias químicas, bem como uma poeira similar à da Terra.

Por trás da "Roda de Carro", brilham outras duas galáxias menores e, além delas, é possível ver ainda mais estruturas.

Fase transitória

Os estudos a partir da imagem mostram que a galáxia da "Roda de Carro" ainda está em uma "fase muito transitória", segundo as agências espaciais."O Webb nos oferece uma fotografia do estado atual da 'Roda de Carro' e também proporciona uma visão do que aconteceu com esta galáxia no passado e como ela irá evoluir."


Assuntos Relacionados