Fortaleza no páreo

Confira a coluna desta quinta-feira (19) do comentarista Wilton Bezerra

Elenco do Fortaleza comemora gol
Legenda: O Fortaleza venceu o Alianza Lima-PER por 2 a 0 pela Libertadores
Foto: Felipe Cruz / Fortaleza

Pelo ritmo dos minutos iniciais de jogo, o Fortaleza deixou a impressão de que necessitaria apenas do primeiro tempo para despachar o Alianza, em Lima.

Um gol, fruto da velocidade nas duas pontas: Pikachu e Moisés na construção.

Seguiu-se uma jogada pela esquerda, com Moisés e uma paulada de Lucas Lima, que o goleiro gemeu para defender.

Só que o Fortaleza resolveu "liberar" a bola alta sobre sua área, combustível para o time peruano reagir e até criar, com Benítez, a chance de empatar.

Na segunda fase, o jogo ficou num balancê bom de se ver, com chances de lado a lado.

Barcos, Pikachu, Kaiser e Lavandeira, pela ordem, tiveram como sair para o abraço.

Fortaleza voltou com Hércules no lugar do Jussa, para fortalecer o meio- campo, mas não conseguiu controle do jogo.

Sim, teve nos seus pés até mais oportunidades de marcar, porque o Alianza saiu na vida em busca de aventura, como diz a canção, e deu espaço para o contra-ataque.

Vojvoda, que parece não ter ainda o ataque ideal, mudou a peça toda, colocando Robson e Romarinho nos postos de Kaiser e Moisés.

A Capixaba, que entrou no lugar de Crispim, deve-se a insistência na jogada para que Lucas Lima cruzasse e Pikachu estufasse as redes de Campos, decretando o segundo gol.

Pikachu clareou o campo de jogo com uma atuação luminosa.

Foi marcador, armador e goleador, numa partida só.

Agora, é aguardar o jogo Colo Colo x River Plate, para ver como fica o parangolé dos saldos.