Prepare o bolso: Cerveja vai ficar mais cara a partir de outubro

Inflação ganha mais um 'combustível' em breve

Preço cerveja
Legenda: Cerveja é outro produto que pesará mais no bolso dos brasileiros
Foto: Shutterstock

Não bastasse a forte inflação do churrasco, o preço de várias marcas de cerveja será reajustado a partir de outubro. A Coluna apurou a informação com fontes do setor de bares e restaurantes. O percentual deve ficar entre 5% e 10%.

As marcas afetadas serão da Ambev (como Brahma, Budweiser, Corona e outras), conglomerado que detém 60% do mercado nacional de cerveja.

Demandada pelo Diário do Nordeste, a Ambev afirma que "faz, periodicamente, ajustes nos preços de seus produtos e as mudanças variam de acordo com as regiões, marca, canal de venda e embalagem".

Impacto para o setor

O empresário Thales Parente, proprietário do Steel Bar, em Fortaleza, confirmou que já foi avisado por fornecedores sobre o aumento.

Ele lamenta que a alta venha justamente em um cenário de dificuldade para o setor, cujas empresas ainda estão tentando sanar dívidas e se recuperar dos efeitos danosos da pandemia, após terem o funcionamento restringido por vários meses.

O repasse aos consumidores vai depender do percentual de aumento nos preços.

Cabe lembrar que o ramo de bares e restaurantes também vem sofrendo com a inflação dos alimentos, com fortes altas nos preços de produtos como carnes, arroz, feijão e outros itens essenciais.



Assuntos Relacionados