Bolsonaro chegará a Russas de helicóptero; veja roteiro do presidente no Ceará

Um dos atos será o lançamento do edital para obras do Ramal do Salgado na Transposição

Jair Bolsonaro em evento do Governo Federal em Tiangua, no Ceará
Legenda: Bolsonaro será recepcionado por aliados políticos e deve receber uma carta de agradecimento de empresários cearenses

Após um dia turbulento, em que divulgou nova estratégia para lançar o Auxílio Brasil, mas teve que recuar da solenidade de lançamento após reação do mercado, o presidente Jair Bolsonaro se prepara para a 4ª visita ao Ceará desde que assumiu a Presidência da República em 2019. 

O presidente deverá viajar na manhã desta quarta-feira (20) saindo de Brasília na aeronave presidencial com pouso programado para o município de Mossoró, no Rio Grande do Norte. De lá, o presidente partirá, de helicóptero, até a cidade de Russas, na região Jaguaribana.   

A visita presidencial faz parte de um pacote de anúncios de obras hídricas chamado "Jornada das Águas",  evento do Ministério do Desenvolvimento Regional, que teve início no norte de Minas Gerais e percorre os 9 estados nordestinos, levando intervenções de abastecimento, saneamento e uso da água.

O Nordeste, bom lembrar,  é a região em que Bolsonaro segue com a popularidade em baixa conforme apontam as pesquisas e o resultado das urnas em 2018. 

A solenidade em Russas está prevista para às 11h. No município cearense, o presidente deverá fazer o lançamento do edital para a construção do Ramal do Salgado, último trecho da Transposição das Águas do Rio São Francisco. Um investimento de R$ 600 milhões, cuja licitação será lançada agora. 

Além disso, o presidente, ao lado do ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, anunciará a criação do Fundo de Desenvolvimento Regional Sustentável e vai assinar a Ordem de Serviço para recuperação da Barragem Banabuiú. Após a solenidade, há previsão de sobrevoo em obras hídricas no Estado e retorno à Mossoró.

Bolsonaro será recebido no Ceará por aliados políticos que já se movimentam em busca de capitalizar votos de olho na disputa eleitoral de 2022. Na caravana, os deputados estaduais André Fernandes e Delegado Cavalcante e os vereadores Carmelo Neto e Priscila Costa. Deputados federais cearenses, como Dr. Jaziel, também são esperados para a visita presidencial. 

Carmelo, conforme relatou à coluna, deverá aguardar o presidente no Estádio Municipal da cidade, onde deverá ocorrer o pouso do helicóptero trazendo a comitiva presidencial.

Demanda econômica 

A obra do ramal do Salgado é bastante esperada pelo setor produtivo cearense. De acordo com o colunista deste Jornal, Egídio Serpa, um grupo de empresários, a frente o presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Ricardo Cavalcante, entregará uma carta de agradecimento ao presidente Bolsonaro por ter tocado o projeto do Ramal do Salgado. 

Com investimentos federais de R$ 600 milhões, a obra deve beneficiar 4,7 milhões de pessoas em 54 cidades cearenses. A infraestrutura tem 34,3 quilômetros de extensão e será responsável pelo transporte de água desde o Ramal do Apodi, na Paraíba, até o leito do Rio Salgado, ampliando a capacidade de entrega de água no Estado. Serão construídos uma estrutura de controle, 13 segmentos de canal, três aquedutos, um sifão, oito rápidos e um túnel.