Derrota do Fortaleza para Coritiba deixa situação mais desesperadora e escancara limitação do elenco

Em confronto direto contra adversário que também estava na zona de rebaixamento, Tricolor iniciou a partida com principais jogadores no banco de reservas. Perdeu e segue na lanterna

Moisés, do Fortaleza, com as mãos no rosto lamentando derrota
Legenda: Fortaleza é o time que mais perdeu na Série A
Foto: Kid Junior/SVM

A derrota do Fortaleza por 2 a 1 para o Coritiba deixa a situação do Tricolor ainda mais desesperadora na Série A do Campeonato Brasileiro. A palavra é essa mesmo. Desesperadora. Neste domingo (3), porém, o duelo contra os paranaenses serviu ainda para escancarar ainda mais as limitações do elenco leonino.

O jogo era importantíssimo. Afinal, o time tinha a chance de deixar a lanterna e ganhar fôlego na luta para sair da zona de rebaixamento. E contra um adversário que também estava no Z-4. Era um confronto direto! Não era uma partida qualquer.

Erro de planejamento

Vojvoda com semblante sério na Arena Castelão
Legenda: O técnico argentino Vojvoda tenta recuperar o desempenho do Fortaleza em 2022
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Mas Vojvoda surpreendeu logo na escalação. Deixou no banco nomes como Yago Pikachu, Lucas Lima, Silvio Romero e Hércules (voltando de lesão). O time titular teve nomes como Habraão, Vitor Ricardo e Matheus Vargas.

Claramente a opção era por questão física. Mas não ter os principais jogadores nas melhores condições para iniciar uma partida de tamanha importância mostra um claro erro de planejamento. O duelo contra o Estudiantes é muito importante, mas a prioridade não deve ser a Libertadores, e sim o Brasileiro.

Vojvoda é ótimo e faz grande trabalho no Fortaleza. Mas tem responsabilidade direta na derrota. Se tinha que preservar, que fosse na quinta. Não contra o Coritiba.

Mais que isso, mostra a limitação do elenco leonino, em quantidade e qualidade. Há um bom time, mas não um bom elenco. As peças que entram não conseguem manter o nível dos titulares que ficam de fora.

O jogo

Benevenuto em dividida de bola com jogador do Coritiba
Legenda: Tricolor segue em último na Série A
Foto: Vinícius Palheta/Fortaleza

O 1º tempo foi terrível, com erros defensivos e um ataque praticamente inexistente. O Coritiba fez 1x0 logo com 2 minutos de jogo, com Léo Gamalho, e teve chances até de ampliar ainda na etapa inicial. A primeira etapa foi de se esquecer.

O time voltou do intervalo com Pikachu, Lucas Lima e Hércules. A postura é totalmente diferente, com imposição, controle e domínio de jogo. O Fortaleza passou a criar oportunidades e foi muito melhor, aumentando ainda mais o questionamento sobre a ausência do trio logo de início.

O empate veio, com Habraão, aos 39 minutos, mas a defesa voltou a vacilar e o gol sofrido aos 48 foi como um castigo. O Tricolor perdeu os dois últimos jogos com gols nos acréscimos.

Situação desesperadora

O Fortaleza tem 10 pontos de 45 disputados. Em 15 rodadas, perdeu 9 jogos. É o lanterna e está 7 pontos atrás do 1º time fora da zona de rebaixamento.

Para chegar aos 45 pontos, precisa de 35 pontos em 69 restantes.

O buraco é muito fundo e a situação é desesperadora.