Ceará projeta investimento milionário na compra de jogadores em 2022; veja valores

O clube aprovou a projeção orçamentária para a próxima temporada nesta terça-feira (29)

Atletas do Ceará estão perfilados durante hino nacional
Legenda: Na temporada de 2022, o Ceará vai participar da Série A do Brasileiro pelo 5º ano consecutivo
Foto: Kid Junior / SVM

O Ceará Sporting Club aprovou em assembleia, na noite desta terça-feira (28), a projeção orçamentária para a temporada de 2022. Será o maior valor da história do futebol cearense, com receita bruta de R$ 163.868.553,99. E o clube também estima investimento milionário na compra de atletas.

No documento, dentro do detalhamento de despesas, o Vovô projeta um investimento de R$ 11.488.400,00 na compra de direitos econômicos de atletas. O montante mostra o interesse da gestão em reforçar o plantel, além da evolução gradual na aquisição de ativos - em 2020, o time investiu cerca de R$ 8 milhões, por exemplo.

Para a concretização das negociações, o Ceará também detalha que R$ 8.617.000,01 serão utilizados para luvas e comissões na aquisição de atletas. Um fluxo que corresponde ao exigido por agentes e também jogadores no momento da transferência. Deste modo, o valor destinado para as operações supera os R$ 20 milhões.

Investimento do Ceará em novos atletas

  • Valor para compra de direitos econômicos: R$ 11.488.400,00.
  • Valor para pagamento de luvas e comissões: R$ 8.617.000,01.

Em 2021, por exemplo, o Alvinegro de Porangabuçu fez movimentações importantes no mercado, como a compra do zagueiro Messias junto ao América-MG, e se tornou o time do Nordeste com mais compras milionárias efetuadas na história, segundo levantamento do blog do jornalista Cássio Zirpoli.

O movimento como um todo foi iniciado em 2019 - ano em que o Ceará passou a adquirir mais direitos econômicos. A prática permite que o clube consiga manter os ativos do elenco e também obter receita com as vendas, que já são a 2ª maior receita prevista no orçamento.

Receitas brutas do Ceará previstas no orçamento de 2022:

  1. Direitos de transmissão: 69.990.200,00.
  2. Venda de atletas: 26.000.000,00.
  3. Premiações e participações: 16.495.000,00.
  4. Bilheteria: 16.405.000,00.
  5. Programa de sócio-torcedor: 16.000.000,00.
  6. Patrocínio/Marketing: 15.356.153,99.
  7. Demais receitas: 3.228.000,00.
  8. Receitas financeiras: 10.200,00.
  9. Receitas patrimoniais/sociais: 384.000,00.