Análise: Fortaleza faz história contra São Paulo com tabu quebrado e recorde no Nordeste

O Leão foi superior e conquistou feito inédito no Morumbi neste sábado (17)

Atletas do Fortaleza comemoram gol com abraço no Morumbi
Legenda: O Fortaleza conseguiu a 7ª vitória na Série A do Brasileiro de 2021
Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza

O Fortaleza fez história no Morumbi. Neste sábado (17), venceu o São Paulo pela 12ª rodada da Série A do Brasileiro. E o placar de 1 a 0 premia a ousadia em campo com novo tabu superado pelo técnico argentino Juan Pablo Vojvoda: é o primeiro triunfo do time cearense fora de casa contra o rival na história.

Em tese, uma marca de mais de quatro décadas. No acumulado geral eram oito derrotas e dois empates desde 1974. A quebra do tabu nasce para estabelecer um novo recorde na era dos pontos corridos: a campanha leonina é a melhor dentre todos os nordestinos no atual formato do Brasileirão após 12 jogos.

Robson comemora gol com braços abertos
Legenda: Robson garantiu o triunfo do Fortaleza com gol de cabeça no 2º tempo
Foto: Leonardo Moreira / FEC

Nesse aspecto, o aproveitamento de 66,7% supera o Sport de 2015, quando somou 23 pontos no mesmo número de rodadas. Hoje, o Tricolor do Pici tem 24 na tabela, assumindo a vice-liderança com sete vitórias, três empates e duas derrotas na temporada 2021.

Resistir para equilibrar

No Morumbi, o Fortaleza cresceu com o passar do tempo. O ritmo inicial foi menos intenso, principalmente pela marcação do São Paulo em bloco alto. Assim, a equipe de Vojvoda soube resistir à pressão com atuação firme da 2ª defesa menos vazada do Brasileirão: apenas nove gols sofridos.

Estatísticas de São Paulo x Fortaleza na Série A

  • Posse de bola: 58% x 42%
  • Finalizações: 10 x 9
  • Passes: 358 x 268
  • Duelos ganhos: 44 x 57
  • Desarmes: 7x11

 

No esquema 3-5-2, o zagueiro Benevenuto, o lateral Tinga e o meia Lucas Crispim tiveram atuação de destaque na recomposição defensiva e também nos duelos de 1x1. Substituindo Felipe Alves, o goleiro Boeck também foi seguro nos momentos de exigência e transmitiu confiança ao elenco.

O momento de turbulência durou 30 minutos e foi administrado forçando arremates de longe dos donos da casa. O suficiente para equilibrar as ações ainda no 1º tempo e ser superior na volta do intervalo, agora com uma nova postura tricolor.

Domínio e eficiência

No primeiro ato de estudo, a parte final do confronto foi de imposição. Com verticalidade, o Leão Fortaleza empurrou o São Paulo para o campo defensivo e alternou entre transição rápida e organização ofensiva. É a marca de Vojvoda: busca pelo domínio das ações independente do rival.

Atletas de Fortaleza e São Paulo disputam bola no Morumbi
Legenda: O Fortaleza teve menos posse de bola, mas foi mais perigoso que o São Paulo
Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza

A identidade tática tricolor gerou o domínio e o repertório permitiu o triunfo. Na bola parada de Crispim, Robson consagrou o feito inédito aos 28. A eficiência de um setor que criou e foi efetivo, com Igor Torres carimbando o travessão aos 57 do 2º tempo após defesa de Volpi.

O Fortaleza venceu o São Paulo com méritos. Em novo passo na história, conseguiu o placar favorável sendo competitivo e superior ao plantel de maior investimento e se garantiu no G-4 independente dos resultados da 12ª rodada. O Leão faz história mais uma vez.

Ficha técnica

  • São Paulo 0x1 Fortaleza
  • Competição: Série A do Brasileiro - 12ª rodada
  • Data: 17/07/2021
  • Horário: 17h
  • Local: Morumbi, em São Paulo/SP
  • Gol: Robson aos 28´/2º T (0-1)
  • Cartões amarelos: Léo (S), Rojas (S), Hernán Crespo (S), Galeano (S), Titi (F) e David (F)
  • São Paulo: Volpi; Léo, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Galeano (Vitor Bueno), Luan, Nestor (Gabriel Sara) e Igor Gomes (Talles); Rojas (Benítez) e Pablo (Marquinhos). Técnico: Hernán Crespo.
  • Fortaleza: Boeck; Tinga, Titi e Benevenuto; Éderson, Ronald (Jussa), Pikachu, Crispim e Matheus Vargas (Romarinho); Robson (Igor Torres) e David (Osvaldo). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.