Técnico comemora tempo para trabalhar e projeta Ferroviário diferente em estreia na Copa do Brasil

Paulinho Kobayashi comandou 3 jogos em 8 dias pelo Estadual, mas com a ida direto para às semifinais, clube tem 15 dias de preparação até duelo pela Copa do Brasil no dia 3 contra o Nova Venécia

Legenda: O técnico Paulinho Kobayashi espera um Ferroviário diferente já em duelo pela Copa do Brasil
Foto: Lenílson Santos / Ferroviário AC

O Ferroviário não entra em campo desde o dia 16 de fevereiro quando empatou com o Pacajus em 1 a 1 pelo Campeonato Cearense. Já são 9 dias sem jogar, e serão 15 até a próxima partida, contra o Nova Venécia (ES), no dia 3 de março, pela 1ª Fase da Copa do Brasil, em jogo único às 15h30 no estádio Zenor Rocha, no Espírito Santo.

O longo tempo sem jogos se justifica por duas situações. A vitória por W.O na última rodada da 1ª Fase contra o Crato após o time interiorano ser punido por suposta manipulação de resultados e o Ferrão tem avançado direto para as semifinais do Estadual, que serão nos dias 8 e 15 de março contra Fortaleza ou Pacajus.

Assim, o técnico Paulinho Kobayashi, que chegou ao Ferrão logo comandando o time por 3 jogos em 8 dias na 1ª Fase, empatando todos por 1 a 1 (contra Maracanã, Icasa e Pacajus), comemorou o tempo para trabalhar, implementando sua filosofia de jogo e projetou um Ferroviário diferente já na estreia da Copa do Brasil.

"A dificuldade no início foi o pouco tempo de trabalhar com jogos próximos, e só pude posicionar taticamente a equipe, sem tempo para treinoar. Não conseguimos vitórias e agora com o tempo para trabalhar, busco implementar mudança de modelo de jogo e de comportamento. Quero corrigir situações e ter um time um pouco diferente daquilo que vinha jogando já na Copa do Brasil. É um jogo fundamental no ano e queremos a vitória", explicou ele.

 

Postura

 

Nos dias de treinamento que já teve disponível, nove, o treinador viu uma postura diferente de mudança, também comportamental. Não ter vencido os três jogos que fez na 1ª Fase do Estadual incomodou Kobayashi.


"Atitude é a palavra chave. Foram muitos empates e tenho mostrado a eles que para chegar em uma final de campeonato, tem que pensar em vitórias. Empate não leva a lugar nenhum. Os atletas estão mudando o comportamento no dia à dia e o torcedor pode esperar um time diferente na Copa do Brasil e semifinal do Estadual".

 

Legenda: O Ferroviário vem treinando há nove dias visando o duelo pela Copa do Brasil no dia 3 contra o Nova Venécia
Foto: Lenílson Santos / Ferroviário AC

 

No período livre de treinos, o elenco trabalhou diferentes formações, bola parada, posse de bola, controle nas situações de ataque, finalizações ao gol. O treinador afirmou que vencer pela Copa do Brasil é fundamental para a sequência da temporada. 

"A preparação para este jogo é muito importante. Para nós é uma final de competição, apesar de ser o nosso primeiro jogo. Vamos encarar como um jogo decisivo e depois desse desse jogo começar a pensar semifinal do Estadual. Queremos vencer, pois isso nos dará uma motivação maior. A vitória nos daria um salto, de empolgação, tirar esta série de empates. Vitória nos dá outra visão de competição, em acostumar a vencer.Precisamos deste costume de vitórias na Copa do Brasil e Estadual".

 

Reforços

 

Paulinho Kobayashi trabalha com um elenco formado pela comissão técnica anterior, a de Anderson Batatais e tem pedido reforços. O clube já anunciou dois - o meia atacante Elias e o atacante Renêzinho (ex-Floresta) e mais mudanças devem ser realizadas. 

"Temos atletas interessados e isso ajuda muito. Estamos fazendo nosso trabalho ao chegar com um grupo já formado, mas alguns atletas devem chegar. O grupo não será desfeito e sim reforçado. Quem ganha com isso é o Ferroviário", finalizou ele.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte