Morre Jacó, cão mais habilidoso do Brasil

Confirmação veio após publicação no Instagram do dono e adestrador Vladinir Maciel

Jacó, o cão mais habilidoso do Brasil e que disputaria o maior torneio canino do mundo, morreu neste sábado (23). O border collie, que representaria não só o País, mas toda a América no Crufts 2019, na Inglaterra, estava na fase final da preparação para o evento. A confirmação veio após uma publicação no Instagram do dono e adestrador Vladinir Maciel. Segundo ele, o cachorro foi atropelado por um carro em alta velocidade enquanto estava na praia do Porto das Dunas. 

A postagem, que traz a foto de Jacó com a palavra luto, diz apenas "Sem forças e sem palavras no momento! #luto". Os seguidores, logo abaixo, lamentaram o ocorrido e enviaram mensagens positiva de apoio à Vladinir. 

Em uma recente entrevista ao Sistema Verdes Mares, Vladinir comentou sobre o perfil ativo do pet, elogiando todo o potencial que ele demonstrava desde filhote. "Ele era um filhote muito danado, e aí eu comecei a treinar para ocupá-lo, cansá-lo. Mas nada conseguia cansar. Até que eu conheci esse esporte chamado freestyle", declarou o adestrador na ocasião.

Jacó e Vladinir eram conhecidos pela maestria na modalidade freestyle de competição, também conhecida como dancing-dog, que é uma mistura de treinamento de obediência, truques e danças que permitem a interação criativa entre cães e seus donos. 

A dupla até já faz uma participação, com ótimo desempenho, no quadro "Se Vira Nos 30", do Domingão do Faustão

Considerado o cão mais habilidoso do Brasil, Jacó colecionava participações em muitos torneios pelo País, e sonhava com uma competição mundial da própria categoria. A Crufts 2019, considerada a maior competição e cães do planeta, seria a oportunidade de Jacó demonstrar, para o resto do mundo, a habilidade e gentileza que sempre demonstrou nas apresentações ao lado de Vladinir. 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados