Gabriel Dias mantém foco no Sampaio Corrêa e elogia estrutura do Ceará

Lateral-direito do Vovô marcou dois gols em três jogos disputados

Legenda: Gabriel Dias é um dos destaques do Ceará neste início de temporada
Foto: Divulgação/Ceará SC

Três partidas, dois gols marcados e nenhum sofrido. Estes são os números de Gabriel Dias neste início de 2021 vestindo a camisa do Ceará. Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (14) o lateral-direito falou sobre o momento vivido dentro de campo e parabenizou o staff do Vovô.

“Estou muito feliz pelos gols, claro que sempre procurando ajudar na defesa também. A diferença (entre Ceará e Fortaleza) é a forma de trabalhar. Cada clube tem a sua. E aqui o pessoal está de parabéns, trabalha muito bem, pessoal da fisiologia, da preparação física, da fisioterapia e o pessoal de campo. Fico muito feliz por estar aqui e espero contribuir com mais gols.”

Disputando apenas a Copa do Nordeste neste início de temporada, em virtude da paralisação do Campeonato Cearense, o Ceará aproveita a última semana cheia de trabalho antes da maratona envolvendo, também, a Copa Sul-Americana. Para Gabriel Dias, a semana livre é importante para se adaptar ao estilo de jogo do Guto Ferreira.

“Semana boa para descanso, para se adaptar melhor ao estilo de jogo do que o Guto quer, para gente trabalhar a parte física. Uma semana importante para gente, para prevenção de lesão também. Ter uma semana cheia, a gente sabe que é difícil no futebol brasileiro, a gente fica feliz com essa semana e estamos trabalhando bem para chegarmos bem nos jogos.”

Momento defensivo

Nos últimos três jogos disputados, o Ceará não sofreu nenhum gol. A equipe é detentora da melhor defesa da Copa do Nordeste. Com uma sintonia entre os quatro defensores, Gabriel Dias acredita que o futebol é equílibrio e destaca comprometimento do dia-a-dia.

"É o treinamento do dia-a-dia, o comprometimento da equipe. Não é só a linha de quatro atrás com os dois volantes, é o time inteiro, como o Vina, o Vizeu, o Lima. É todo mundo. Quando defende, defende todo mundo e quando ataca, também ataca todo mundo. O futebol tem disso: "quando não faz gol, é o ataque. Quando leva muito gol, é a defesa." e eu não acho que o futebol é isso, é equilíbrio. É um ajudando o outro."

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte