Eduardo, do Ceará, é punido com três jogos de suspensão por agressão e por chutar cabine do VAR

Decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol foi divulgada nesta segunda-feira (30) referente ao duelo contra o Corinthians. Lateral já cumpriu um jogo da punição

Legenda: "No meu ver o árbitro me expulsou erradamente", disse Eduardo durante a sessão do STJD
Foto: Felipe Santos/Cearasc.com

O lateral-direito do Ceará, Eduardo, foi punido pela 1ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) com três jogos de suspensão por uma cotovelada em Léo Natel e por chutar a cabine do VAR após ser expulso durante a vitória do Vovô contra o Corinthians, na 15ª rodada da Série A do Brasileirão.

Eduardo já cumpriu suspensão automática no jogo seguinte (Fluminense) e descontou um duelo da punição, restando apenas dois. O clube pode recorrer ao pleno do STJD para contestar a decisão.

A Procuradoria denunciou o atleta por praticar agressão física no artigo 254-A e por causar dano ao VAR no artigo 219 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Legenda: Daronco expulsou o defensor no 2º tempo, quando o duelo ainda estava empatado
Foto: Thiago Gadelha

O lance ocorreu aos 13 minutos do 2º tempo em disputa de bola na Arena Castelão. O árbitro Anderson Daronco revisou o lance no VAR e decidiu expulsar o defensor, que vinha do banco depois de lesão de Samuel Xavier.

“Minha intenção no lance não foi de dar cotovelada. Não tenho esse histórico de jogador violento. Na verdade, sem pensar eu acabei fazendo isso (chutar o VAR). Não posso mentir. No meu ver o árbitro me expulsou erradamente. Naquela situação meu time ficaria com um a menos e poderia perder o jogo e o VAR que era para corrigir o lance acabou errando na expulsão. Tudo isso naquele momento na cabeça acabei ficando com raiva e chutando. Não que um erro justifique o outro, claro”, depôs o lateral durante a sessão virtual.   

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte