Caucaia faz o maior jogo de sua história contra o São José/RS

Raposa estreia em uma competição nacional nesta quarta-feira (12), em casa, com a obrigação de vitória para avançar à 2ª fase da Copa do Brasil. O duelo também será o 1º do técnico Luan Carlos no comando do time metropolitano

Legenda: O Caucaia está na segunda fase do Campeonato Cearense e espera ir bem na Copa do Brasil, sua 1º competição nacional
Foto: Foto: NATINHO RODRIGUES

O Caucaia recebe às 16h desta quarta-feira (12), no estádio Raimundão, o São José/RS pela 1ª fase da Copa do Brasil, no jogo mais importante da sua história. Será a estreia do time masculino do Caucaia em uma competição nacional, vaga esta garantida pelo título da Taça Fares Lopes do ano passado. Somente a vitória importa para o Raposa, visto que um empate classifica o adversário gaúcho para a fase seguinte.

O momento atual do Caucaia, porém, traz ainda mais peso para o confronto de hoje. Sem vencer há sete jogos, a Raposa vem de três derrotas seguidas no Cearense. A última, contra o Barbalha, por 2 a 1, derrubou o treinador Marcinho Guerreiro, no cargo há pouco mais de dois meses.

Para seu lugar, assumiu o técnico Luan Carlos, ex-Floresta e ex-Atlético/CE, de apenas 27 anos. A estreia do recém-chegado seria diante do Pacajus, no domingo (9), mas o jogo válido pela 5ª rodada da 2ª fase foi adiado para o dia 29/2 (sábado), às 16h, no Ronaldão. Dessa forma, a prova de fogo é logo no maior desafio da história do Caucaia, como o próprio clube trata a partida.

No Campeonato Cearense, ocupa a lanterna da 2ª fase, sem nenhum ponto conquistado. Na fase inicial, garantiu a 5ª posição com 8 pontos.

Mudanças

Com o objetivo de chegar mais forte ao confronto histórico, o clube metropolitano contratou 4 reforços: os volantes Wilker, de 21 anos, capitão e campeão da Copa do Nordeste sub-20 com o Fortaleza e Fábio Leite, de 29 anos, que chegou do Atlético/CE com o aval de Luan Carlos; para a zaga, os zagueiros Anderson Sobral, de 28 anos, vindo do Floresta e Castro, de 24 anos, do Cascavel, incrementam o elenco rubro-negro.

O Zequinha, apelido do São José, é a terceira força do futebol de Porto Alegre. No Campeonato Gaúcho, é o vice-lanterna do Grupo B, com apenas cinco pontos e saldo zero após cinco rodadas. Seu último compromisso foi contra o lanterna Brasil de Pelotas, para quem perdeu por 1 a 0.

O time gaúcho conta com jogadores experientes no seu elenco, como o volante Diguinho, ex-Fluminense, de 36 anos e o meia Rafael Tavares, ex-Luverdense.

Artilheiros da Raposa cearense, os atacantes Jacaré e Kaká têm ambos três gols anotados em 2020, o mesmo número do goleador do São José, o centroavante Gustavo Xuxa. O dono do apito hoje é Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS), de apenas 29 anos de idade, um dos árbitros mais novos do quadro da CBF.

Próxima fase

Quem avançar para a próxima fase encara ou o Boavista ou a Chapecoense, que definem seus destinos na competição na quarta-feira (19), às 19h15, com a Chape necessitando apenas do empate.

Ficha Técnica
Copa do Brasil - 1ª Fase
Estádio Raimundão, em Caucaia
12 de fevereiro
Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio - MS; Assistentes: Cicero Alessandro de Souza- MS e Luiz Fernando Viegas Colete - MS

Caucaia
Theo, Matheus Sousa, Anderson Sobral, Tulio, Iury, Dim, Fábio Leite, Wilker, Jacaré, Edrean, Carlos Alberto.
Técnico: Luan Carlos

São José/RS
Fábio, Márcio, Goiano, Marcão, Roger, Diguinho, Tiago Pedra, Rafael Tavares, Matheusinho, Saldanha e Gustavo Xuxa. Técnico: Leocir Dall'Astra
 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte