Criticada por Eduardo Bolsonaro, CBV segue regra do COI para trans

Entidade explicou que cumpre orientações do Comitê Olímpico Internacional, que ratifica a necessidade de garantir a participação de atletas transexuais nas competições. Esse é o caso de Tiffany, que joga pelo Sesi/Bauru na Superliga