Pernambuco pagará R$ 1,5 mil para famílias em extrema pobreza atingidas pelas chuvas

O auxílio emergencial estadual será depositado em uma parcela única a cerca de 82 mil famílias

Pessoas atuam no resgate de vítimas de chuvas em Pernambuco
Legenda: O governador Paulo Câmara decretou luto oficial de três dias pelas 128 vítimas das chuvas no Estado
Foto: TV Brasil

Um auxílio emergencial no valor de R$ 1,5 mil deve ser pago a cerca de 82 mil famílias em situação de extrema pobreza atingidas pelas chuvas em Pernambuco, conforme anunciou o governador Paulo Câmara (PSB) nessa sexta-feira (3). A proposta encaminhada à Assembleia Legislativa prevê o pagamento em parcela única.

O gestor ainda enviou um projeto de lei para conceder o pagamento de pensão vitalícia, no valor de um salário mínimo, aos dependentes das 128 vítimas das enchentes que atingiram o Estado na última semana.


  
Intitulada de Auxílio Pernambuco, a ajuda de R$ 1,5 mil deve ser concedida às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nos 31 municípios que decretaram emergência. O projeto do auxílio prevê ainda um aporte de R$ 123 milhões do governo estadual, que repassará o dinheiro diretamente às prefeituras, que farão o cadastro das famílias desalojadas e desabrigadas.

Recife anuncia auxílio

Na tarde de sexta-feira, o prefeito do Recife, João Campos, anunciou um auxílio de R$ 1 mil, também pago em uma única parcela, a famílias inscritas no CadÚnico que moram em áreas de risco e de alagamento reconhecidas pela Defesa Civil local. 

O chefe do Executivo da Capital também divulgou um reajuste de 50% no auxílio moradia, que passará de R$ 200 para R$ 300. A Câmara Municipal do Recife repassou R$ 15 milhões da própria verba para socorrer o caixa da prefeitura.

Luto oficial pelas vítimas

O governador Paulo Câmara decretou luto oficial de três dias pelas 128 vítimas das chuvas no Estado. Na sexta-feira, o Corpo de Bombeiros encontrou o corpo de uma mulher desaparecida, de Camaragibe, na região metropolitana da capital pernambucana. 

As buscas, que tiveram a ajuda da corporação e de cães farejadores de outros estados, entre eles o Ceará, foram oficialmente encerradas.

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste