Gato preto e Sexta-Feira 13: entenda a origem da superstição e preconceito

O simbolismo em torno de outros seres considerados um mau presságio aumenta neste dia, como no caso do felino de cor escura

Gatinho preto
Legenda: Os felinos dessa coloração são vítimas de crenças e costumam sofrer perseguição e maus-tratos
Foto: Shutterstock

A cada dia treze do mês que cai em uma sexta-feira, as diversas superstições e mitos antigos sobre a data ressurgem entre os que acreditam que a coincidência é um indicador de azar. O simbolismo em torno de outros seres considerados um mau presságio também aumenta nesse dia, como no caso do gato preto

Os felinos dessa coloração são vítimas de crenças e costumam sofrer perseguição e maus-tratos até hoje, principalmente em dias como esta sexta-feira (13), atos motivados por preconceito e ignorância.

Origem da superstição e preconceito

A reputação negativa foi ligada ao animal ainda durante a Idade Média, período em que a cor escura do pelo dele era associada à feitiçaria. Na época, o mito de que o bichano era, na verdade, uma bruxa disfarçada era algo difundido entre a população. 

Conforme a organização britânica Cats Protection, no século XVII, durante o julgamento de bruxas, a posse de um gato era uma evidência de magia.

A crença de que cruzar com um gato preto, especialmente em uma sexta-feira 13, é um sinal de azar vem desde esses períodos antigos. Devido às superstições, como as citadas anteriormente, os bichanos de cor preta demoram, em média, sete dias a mais para serem adotados quando comparado aos de outras colorações, conforme a ONG.

Gato preto pode representar sorte

A cultura e crença popular mundial não é linear, então o entendimento de que felinos de cor preta é mau presságio é algo que não é partilhado mundialmente. Na verdade, em países como a Escócia, encontrar com um gato preto na rua é sinal de prosperidade

Gato preto dormindo com barriga para cima sobre um tapete claro
Legenda: Crença de que o animal traz azar não é universal
Foto: Shutterstock

Na Inglaterra, por exemplo, presentear uma noiva, que gosta desse tipo de animal, com um gato preto no dia do casamento é sinal de sorte. Ainda é possível que, ao invés de dar um animal, o casal patrocine os cuidados dele. Organizações como a própria Cats Protection ofertam essa categoria de serviço. 

No Reino Unido com um todo, além do Japão, da Itália e do sul da França, o gato preto é, na verdade, um símbolo de bom presságio. Até nos mares europeus a presença do animal em navios é creditada como uma garantia de uma passagem segura.

Dia do Gato Preto

Em combate ao estigma, a ONG britânica criou, em 27 de outubro de 2011, o Dia do Gato Preto, celebrado anualmente desde então. Para ajudar na conscientização, a Cats Protection estimula que tutores de felinos postem fotos deles com a tag #BlackCatDay, destacando as qualidades deles.

"Gatos pretos e pretos e brancos agora passam menos tempo sob nossos cuidados do que quando começamos a promover a campanha, resultando em milhares de gatos e donos felizes", destaca a organização.

Alerta para uso em rituais

Apesar de existirem movimentos para reduzir o estigma sobre o animal, principalmente em dias como esta sexta-feira, muitos ainda são mortos em rituais macabros. Devido a esse fato, ONGs e instituições de proteção animal recomendam que gatos de cor preta não sejam doados em datas como sexta-feira (13) ou Dia das Bruxas (Halloween).

O alerta também vale para os tutores que já possuem um felino com a coloração negra, que devem redobrar o cuidado para que eles não acessem às ruas em períodos como esses ou em dias próximos a eles. 

É importante frisar que qualquer ato de violência contra um animal é crime, tipificado pela Lei Federal 9605. Portanto, caso presencie atos dessa natureza, pode denunciar.

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil