Julgamento na Argentina é interrompido por acusado que não parava de miar; veja

O israelense Gil Pereg responde por feminicídio, acusado de matar a própria mãe e a tia

Sem responder a nenhuma pergunta, o israelense Nicolas Gil Pereg foi ordenado a se retirar do tribunal, por não parar de reproduzir ruídos semelhantes a miados durante audiência, nesta terça-feira (26). Ele é acusado de feminicídio, por matar a própria mãe e a tia, em Mendoza, na Argentina. Assista ao vídeo, acima.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo