Massacre no Texas: professoras mortas em ataque cobriram crianças para protegê-las

Atirador estadunidense, Salvador Ramos matou 19 crianças e duas professoras em Uvalde, no Texas

Foto de professoras assassinadas no Texas
Legenda: Irma Garcia (à esquerda) e Eva Mireles (à direita) foram assassinadas durante massacre em escola de Uvalde, no Texas
Foto: Reprodução/Redes sociais

Em meio ao ataque na escola de ensino fundamental de Uvalde, no Texas, duas professoras mortas cobriram as crianças buscando protegê-las do atirador. Salvador Ramos, estadunidense de 18 anos, foi identificado como autor do massacre, conforme o governador do Texas, Greg Abbott.

A professora Eva Mireles era educadora há 17 anos e estava tentando proteger os alunos quando foi assassinada, na terça-feira (24), disse a tia da vítima Lydia Martínez ao The New York Times.

A familiar ainda compartilhou que Mireles sentia orgulho em ensinar crianças de descendência latina na escola de ensino Robb Elementary School. 

Já a prima dela, Ambar Ybarra, a chamou de heroína. "Era uma cozinheira incrível. Sua risada era contagiante e sentiremos sua falta. Botava seu coração em tudo que fazia". 

Segundo informações da AFP, Eva era casada, tinha três animais de estimação e uma filha, já formada no ensino superior. 

Deitada sobre os alunos

Assim como Eva, a professora Irma Garcia também tentou proteger as crianças do massacre, conforme informações do g1. Em entrevista ao canal estadunidense NBC, o filho da vítima relatou que um amigo policial declarou ter visto a educadora deitada sobre os alunos

Irma gostava de ouvir músicas, fazer trilhas e preparar churrasco com o marido, Joe Garcia, com quem estava casada há 24 anos. Além disso, trabalhava na escola há 23 anos e tinha quatro filhos, sendo um deles recruta do exército estadunidense.  

Nas redes sociais, o sobrinho dela, John Martinez, compartilhou que ela morreu como uma heroína. "Era amada por muitos e fará muita falta", compartilhou.

"Minha tia não conseguiu sobreviver, ela se sacrificou protegendo as crianças em sua sala de aula. Eu imploro para que vocês mantenham minha família, incluindo a dela, nas orações de vocês. Irma Garcia é o nome dela, e ela morreu como uma heroína. Era amada por muitos e fará muita falta", disse.

Entenda o caso 

Salvador Ramos, de 18 anos, entrou na escola de ensino fundamental Robb Elementary School, localizada em Uvalde, no Texas, e matou 19 crianças e duas professoras. A região fica a cerca de uma hora de distância da fronteira com o México. 

O atirador é cidadão estadunidense e era aluno da escola preparatória de Uvalde, segundo o governador do Texas, que não informou se ele chegou a se formar neste ano. O jovem morreu durante uma troca de tiros com a polícia. 

Uma foto policial que circulou na imprensa local mostra um jovem com cabelos castanhos na altura dos ombros, de rosto pálido e sem expressão. 

Nas redes sociais, o jovem é associado a uma conta do Instagram apagada após o massacre, que contém fotos como dois autorretratos em preto e branco, onde ele aparece com uma jaqueta com capuz, e a foto de um carregador de rifles. Outra foto mostra dois rifles semiautomáticos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo