Sem vacina, não haverá Carnaval em 2021, diz governador da Bahia

Rui Costa descarta realização da festa sob risco de nova onda de contaminação

Legenda: Governador da Bahia, Rui Costa (PT), condicionou a realização do Carnaval em 2021 à existência de uma vacina para Covid-19
Foto: Foto: Agência Brasil

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou nesta quinta-feira (30) que não haverá Carnaval em Salvador em 2021 caso até lá não exista uma vacina para combater o novo coronavírus.

>Brasil encerra abril com 5.901 mortes e 85.380 casos de coronavírus
>Brasil pode dobrar mortes até domingo e estudo aponta pior situação no mundo

"[Não haverá] nem Carnaval, nem Réveillon. Não só no Brasil, no mundo inteiro. Não haverá show enquanto não tiver a vacina porque nós podemos ter uma segunda ou terceira onda de contaminação e matar milhões de pessoas" afirmou o governador em entrevista à TV Itapoan.

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) deu uma declaração na mesma linha nesta quarta-feira (29). Em entrevista à rádio Metrópole, o prefeito afirmou que não pode garantir a realização da festa no próximo ano.

"As aglomerações, festas, eventos populares com multidão, provavelmente serão as últimas coisas a voltar. Não temos uma previsão. Se a gente tiver uma vacina, claro que vamos ter o Carnaval. Se não tivermos vacina, é muito difícil fazer esse prognóstico. Se fosse no quadro de hoje, não", disse.Nesta semana, o governo da Bahia confirmou que irá suspender todas as festas juninas do estado. O São João é a festa mais popular do calendário baiano, com festas em mais de 300 cidades do estado.


Categorias Relacionadas