Enem 2020: editais de provas estão disponíveis para consultas

Serão disponibilizadas 100 mil inscrições para os primeiros participantes que optarem pelo Enem Digital.

Foto: Foto: Divulgação

Estudantes que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 já podem consultar os editais das provas, que foram liberados para consultas no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), na manhã desta terça-feira (31). O Inep disponibilizou dois editais: um para a versão impressa da prova e, outro, para o Enem Digital que será testado pela primeira vez.

O período de inscrição para o Enem 2020 será de 11 a 22 de maio, no Sistema Enem. O acesso pode ser feito por meio da Página do Participante ou do Aplicativo Enem. Para tanto, o Inep alerta: o participante que optar por fazer o Enem 2020 impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

Neste ano, serão disponibilizadas 100 mil inscrições para os primeiros participantes que optarem pela edição digital, conforme distribuição das vagas previstas no edital. A implantação do novo modelo de prova será feita de forma progressiva, cuja previsão de consolidação é até o ano de 2026. Contudo, a estrutura do exame no formato digital será igual à versão impressa.

Novidade
Neste ano, além do Enem Digital, o edital traz outra novidade visando a segurança na aplicação das provas. Durante a inscrição do candidato será obrigatória a inclusão de foto atual do participante no sistema de inscrição. A medida visa tornar mais segura a identificação do candidato no momento da prova.

Inscrições
O processo de inscrição do Enem 2020, tanto para a versão impressa quanto para a digital, deverá ser feito pelo Sistema Enem. No entanto, para o Enem Digital o edital prevê que “por se tratar de fase piloto de implantação do novo modelo, neste primeiro ano o Enem Digital não estará disponível para “treineiros” e não promoverá atendimento especializado”.

O valor da taxa de inscrição continua R$ 85, que deverá ser pago até 28 de maio, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU).

Conforme o edital do Enem 2020, a estrutura do exame não foi alterada e será mantida a aplicação de quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa.

Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Isenção
A solicitação da isenção da taxa de inscrição do Enem poderá ser feita a partir do dia 6 de abril, conforme o edital do Enem 2020. Para ter direito ao benefício, o candidato deve se enquadrar em um dos três perfis listados abaixo. Para os participantes que solicitaram isenção em 2019, mas não compareceram nos dois dias de prova e querem solicitar nova isenção para 2020, será preciso fazer a justificativa de ausência. Tais procedimentos devem ser feitos pela internet, na Página do Participante, com acesso pelo computador ou celular.

Quem pode solicitar isenção no Enem 2020:
· Estudante que está na última série do Ensino Médio, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;
· Candidato que cursou todo o Ensino Médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada, além de ter renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio;
· Cidadão em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda. Para comprovar, deverá informar o Número de Identificação Social (NIS), único e válido, além de ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos;
 

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO ESPECIAL
logo educa mais brasil