Ceará errou demais

Confira a coluna desta segunda-feira (18) do comentarista Wilton Bezerra

Lima finaliza cercado pela marcação
Legenda: Lima marcou o único gol do Ceará e foi expulso no fim da partida
Foto: Thiago Gadelha / SVM

O recurso de matar a jogada, com falta, poderia ter impedido o primeiro gol do Botafogo diante do Ceará.

Contra um esquema fechado, Lima marcou um golaço e Loureiro, goleiro do Botafogo, impediu que Mendonça virasse o placar para o Ceará.

No segundo tempo, o desempate para o time carioca veio em uma cobrança de falta, quando a bola fez uma longa viagem, passou por várias cabeças defensivas do alvinegro, até chegar a Erison, que marcou o segundo gol.
 
Pá de cal no time de Dorival Júnior, que fez desaparecer qualquer sinal de lucidez.

Modificações por atacado, colaboração de Messias para o Botafogo fechar a conta em pênalti, que Luiz Otávio cometeu  lem Romildo.

É difícil para um time ficar imune a tantos erros cometidos dentro de uma partida.

O Botafogo ainda não tem bola para enfiar 3 x 1 no Ceará.

Mas, enfiou.