Restaurantes do Ceará temem novas restrições e suspendem contratações

Abrasel argumenta que exigência do passaporte da vacina atrapalha retomada do setor

Restaurante pandemia
Legenda: Passaporte é exigido em bares, restaurantes e barracas de praia
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Após sofrer com as restrições de funcionamento ao longo de grande parte da pandemia, o setor de restaurantes do Ceará continua cauteloso. Informa a Abrasel-CE, entidade que representa as empresas, que a maioria dos negócios decidiu suspender as contratações de fim de ano.

“O nosso receio é de qualquer mudança relacionada à pandemia, nós sejamos sempre os primeiros a sofrer os impactos, que é o que vem acontecendo, e mais uma vez estamos sentindo isso na pele, já que somente nos bares, restaurantes, barracas de praia e similares é obrigatório apresentar o passaporte de vacinação”, afirma Taiene Righetto, presidente da associação.

O setor vê na medida uma sinalização por parte do Estado de que, caso haja piora no cenário pandêmico, os restaurantes sofreriam novas sanções.

Righetto pontua que o setor é defensor da vacinação, tendo inclusive promovido campanha nacional de incentivo, mas questiona por que a obrigatoriedade do passaporte não recai também sobre outras atividades.

“Entendemos que precisamos  nos unir para vacinar toda a população, acreditamos em orientar e disseminar conhecimento, dando exemplo à população, mas nos questionamos: por que repartições públicas não exigem passaporte? Por que essa conta novamente é jogada apenas para o pequeno empreendedor de restaurantes e seus colaboradores?”, pergunta.

 



Assuntos Relacionados