José Gomes da Costa assume presidência interina do Banco do Nordeste

Ele assume no lugar de Anderson Possa, que retorna à diretoria de Negócios

Sede do BNB em Fortaleza
Foto: Kid Junior

Mais uma mudança no comando do Banco do Nordeste (BNB). Assume interinamente a presidência José Gomes da Costa, diretor Financeiro e de Crédito do banco. Ele foi nomeado pelo Conselho de  Administração do banco de fomento, comunicou o BNB hoje (17).

Anderson Possa, que ocupava a chefia interina até então, volta à posição de diretor de Negócios.

José Gomes da Costa
Legenda: José Gomes da Costa assumiu a presidência do BNB em janeiro
Foto: Divulgação

O nome de Costa, funcionário de carreira do Banco do Nordeste há 38 anos, já vinha sendo ventilado nos bastidores.

Surpreende o fato de o novo nomeado ainda constar como interino, mas assim foi descrito no comunicado enviado pelo banco, nesta segunda-feira (17).

A composição da diretoria do banco, a partir de hoje, será a seguinte:

  • José Gomes da Costa - Presidente interino e Diretor Financeiro e de Crédito
  • Anderson Possa - Diretor de Negócios
  • Bruno Ricardo Pena de Sousa - Diretor de Planejamento
  • Haroldo Maia Júnior - Diretor de Administração
  • Lourival Nery dos Santos - Diretor de Controle e Risco
  • Thiago Alves Nogueira - Diretor de Ativos de Terceiros

 

Novela política

Nos últimos meses, intensificaram-se as movimentações políticas em torno da cadeira mais importante do Banco do Nordeste. Anderson Possa assumira em setembro de 2021, após a saída conturbada de Romildo Rolim, cuja cabeça fora pedida pelo Centrão - mais precisamente pelo cacique Valdemar Costa Neto, do PL, novo partido do presidente Jair Bolsonaro.

O epicentro da agitação é o Inec (Instituto Nordeste Cidadania), uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) que gere, desde 2003, o Crediamigo, programa de microcrédito multibilionário do BNB.

Após o Governo Federal demonstrar, nos bastidores, insatisfação com o fato de um programa tão poderoso ser operacionalizado por uma entidade cuja diretoria supostamente tinha nomes ligados ao PT, Possa assumiu a presidência com a missão de encontrar um novo gestor para o Crediamigo.

Parceria com Inec

O BNB publicou edital para selecionar uma nova gestora, mas, em novembro, anunciou que as empresas candidatas não cumpriram os requisitos necessários.

À Coluna, no dia 7 de janeiro, o Banco do Nordeste informou que está em fase de estudos e elaboração de Edital de Licitação para contratação de empresas com vistas à internalização da operação da sua plataforma de microfinança urbana a partir deste ano.

"Enquanto isso, para garantir a continuidade e a excelência operacional do Crediamigo, o Banco do Nordeste formalizou termo de parceria em formato contingencial, por três meses, com o parceiro atual", dizia a nota.

O orçamento previsto do BNB para 2022 é de R$ 45 bilhões, um recorde. Somente no Ceará, devem ser investidos R$ 9 bilhões. 

Dentro desse universo, o Crediamigo, com uma carteira de mais de 2 milhões de clientes, é um potente mecanismo, principalmente diante dos planos do Governo Federal de potencializar o microcrédito para elevar a popularidade de Bolsonaro em ano eleitoral.

 



Assuntos Relacionados