Espigões da Beira-Mar: Prefeitura retoma concessão e abrirá consulta pública

Ideia é levar investimentos privados a dois espigões e aquecer turismo e economia na Avenida Beira-Mar

Espigão Beira-Mar Fortaleza
Legenda: Espigões receberão investimentos privados
Foto: Gustavo Pellizzon

A Prefeitura de Fortaleza lançará, nos próximos dias, uma consulta pública sobre a concessão de dois espigões da Avenida Beira-Mar à iniciativa privada, apurou a Coluna em primeira mão.

Esse passo marcará a retomada do processo, que havia sido suspenso em 2020 após a eclosão da pandemia de Covid-19.

O objetivo da nova consulta pública é colher contribuições, sugestões e questionamentos de diversos setores da sociedade civil sobre a concessão.

Com o investimento privado, a ideia é que os espigões, hoje usufruídos pela população para lazer, prática de esportes e vista panorâmica da orla, possam ganhar uma infraestrutura para promover o turismo e aquecer a economia da área.

Bares e restaurantes

espigão rui barbosa
Legenda: Espigão do trecho da Av. Rui Barbosa
Foto: Natinho Rodrigues

Um estudo da Prefeitura apontou que 70% dos frequentadores da Beira-Mar veem carência de bares e restaurantes no local. Esse dado deve embasar o perfil que será adotado para o projeto, mas as contribuições da consulta pública também podem ser agregadas.

Um dos espigões fica no trecho da Avenida Rui Barbosa e tem 270 metros de extensão; o segundo, na altura da Avenida Desembargador Moreira, possui 245 metros de comprimento.

Pandemia travou projeto

Em 2020, a Prefeitura chegou a lançar um edital de licitação para os espigões e atraiu o interesse de pelo menos três empresas. À época, o valor mínimo do contrato era de R$ 4,1 milhões.

No entanto, após a suspensão do certame, a gestão municipal atualizou os estudos de viabilidade econômica, o que deve gerar alterações nos valores.



Assuntos Relacionados