Novo modelo de operação do Crediamigo pode ser aprovado pelo BNB na próxima semana

Assunto deverá ser discutido na próxima reunião da diretoria, mas ainda não previsão de conclusão de estruturação ou data de anúncio

Sede do BNB em Fortaleza
Legenda: Definição de um nome para o comando do banco vem sendo turbulenta
Foto: Kid Junior

A diretoria do Banco do Nordeste deverá discutir o novo modelo para operações do Programa de Microcrédito Produtivo Orientado Urbano (Crediamigo) na próxima reunião, que será realizada na quarta-feira (22). 

No último dia 13 de dezembro, o BNB já havia publicado um fato relevante para o mercado afirmando que o Banco passará a operar o Crediamigo após a "não habilitação das três entidades inscritas" na licitação lançada neste ano. 

"Diante do fato de nenhuma entidade ter sido habilitada, o Banco dará início ao processo de migração da operacionalização do Programa para um modelo de gestão a ser executado pelo próprio Banco do Nordeste", afirma o BNB em nota.

Após aprovação do Conselho Administrativo, o modelo deverá ser apresentado aos acionistas e ao mercado. No entanto, a nova forma de operação do programa de microcrédito, que está sendo estruturada internamente nas últimas semanas, não conta com previsão de data para anúncios até o momento.

Confira a nota na íntegra

Em um fato relevante publicado no último dia 13 de dezembro, o BNB confirmou que irá operar o Crediamigo. Veja o texto:

O Banco do Nordeste do Brasil S.A. (BNBR3), em complemento aos Comunicados ao Mercado de 11 de outubro de 2021, de 18 de novembro de 2021 e ao Fato Relevante publicado no último dia 25 de novembro, informa que, em decorrência da não habilitação das 03 (três) entidades inscritas para prestação dos serviços de contratação e acompanhamento das operações do Programa de Microcrédito Produtivo Orientado Urbano (Crediamigo), concluiu a análise dos recursos apresentados pelas empresas, tendo sido julgados improcedentes.

Diante do fato de nenhuma entidade ter sido habilitada, o Banco dará início ao processo de migração da operacionalização do Programa para um modelo de gestão a ser executado pelo próprio Banco do Nordeste.

Informações adicionais atinentes ao tema serão divulgadas ao mercado oportunamente.

Histórico

No último dia 25 de novembro, Banco do Nordeste informou que as empresas candidatas no processo de licitação do Crediamigo foram consideradas inabilitadas por não cumprir as exigências previstas no edital. 

A instituição financeira havia aberto o processo de competição após decidir não renovar parceria com Instituto Nordeste Cidadania (Inec), antigo responsável pela operacionalização do Crediamigo.