Matemática da Libertadores #2: o que Ceará e Fortaleza precisam fazer faltando 4 jogos na Série A

G-6 e G-8 passam a ser os novos objetivos dos times cearenses após título do Athletico-PR

Escudos de Ceará e Fortaleza ao lado da taça da Libertadores
Legenda: Libertadores da América é o objetivo de Ceará e Fortaleza no momento
Foto: Conmebol/ Arte

Ceará e Fortaleza somaram pontos importantes na última rodada e avançaram na luta rumo às vagas na Libertadores. O Tricolor de Aço venceu o Palmeiras e chegou aos 52 pontos e está na briga direta por fase de grupos na competição. O Vovô empatou fora de casa e ficou a um ponto do 8º colocado, o Fluminense, com 46 pontos, entrando na briga por Pré-Libertadores.

Apesar dos bons resultados do fim de semana, o título do Athletico-PR na Sul-Americana dificultou um pouco o processo, praticamente extinguindo a possibilidade de G-7 para fase de grupos da Liberta e de G-9 para Pré-Liberta.

Últimos 4 jogos do Ceará

  • Corinthians (casa)
  • Flamengo (fora)
  • América-MG (casa)
  • Palmeiras (fora)

 

Últimos 4 jogos do Fortaleza

  • Santos (fora)
  • Cuiabá (fora) 
  • Juventude (casa)
  • Bahia (casa)

Nikão comemora gol pelo Athetico-PR
Legenda: O meia Nikão marcou o gol da vitória do Athletico-PR contra o Bragantino na Sul-Americana
Foto: Gustavo Oliveira / Athletico-PR

Pontos necessários

A coluna calculou a média histórica de pontos para G-6 e G-8 desde 2006, quando o Brasileiro passou a ter o atual formato. A média para terminar em 8º colocado é de 55 pontos. Para ela, Fortaleza precisaria de apenas 4 pontos (1 vitória e 1 empate) em 4 jogos, enquanto o Ceará precisaria de 9 pontos (3 vitórias) entre os 12 disputados.

Foto: Thiago Gadelha

Para o G-6, a média de pontos histórica é de 58 pontos. Para chegar lá, o Fortaleza precisaria somar mais 6 pontos (2 vitórias) nos próximos 4 jogos, enquanto o Ceará necessitaria de uma sequência perfeita de 12 pontos em 12 disputados (4 vitórias).

Vale salientar que estas estimativas foram feitas com base na pontuação histórica, mas podem ser necessários menos ou mais pontos para conquista dos objetivos.

Juan Pablo Vojvoda bate palma à beira do gramado
Legenda: O técnico Juan Pablo Vojvoda tem renovação automática prevista para 2022
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Histórico pontuação final 8º colocado - Série A

Média - 55 pontos

  • 54 pontos - 2020
  • 56 pontos - 2019
  • 53 pontos - 2018
  • 54 pontos - 2017
  • 53 pontos - 2016
  • 55 pontos - 2015
  • 54 pontos - 2014
  • 57 pontos - 2013
  • 53 pontos - 2012
  • 57 pontos - 2011
  • 56 pontos - 2010
  • 55 pontos - 2009
  • 53 pontos - 2008
  • 55 pontos - 2007
  • 55 pontos - 2006

 

Histórico pontuação final 6º colocado - Série A

Média - 58 pontos

  • 59 pontos - 2020
  • 63 pontos - 2019
  • 59 pontos - 2018
  • 56 pontos - 2017
  • 57 pontos - 2016
  • 59 pontos - 2015
  • 61 pontos - 2014
  • 59 pontos - 2013
  • 57 pontos - 2012
  • 59 pontos - 2011
  • 59 pontos - 2010
  • 57 pontos - 2009
  • 54 pontos - 2008
  • 58 pontos - 2007
  • 59 pontos - 2006


Histórico classificação para Libertadores

  • 2006 - 60 pontos (G-5)
  • 2007 - 60 pontos (G-5)
  • 2008 - 65 pontos (G-4)
  • 2009 - 62 pontos (G-4)
  • 2010 - 63 pontos (G-4)
  • 2011 - 60 pontos (G-5)
  • 2012 - 66 pontos (G-4)
  • 2013 - 61 pontos (G-4)
  • 2014 - 69 pontos (G-4)
  • 2015 - 62 pontos (G-4)
  • 2016 - 57 pontos (G-6)
  • 2017 - 54 pontos (G-8)
  • 2018 - 59 pontos (G-6)
  • 2019 - 56 pontos (G-8)
  • 2020 - 54 pontos (G-8)