Com clubes de olho em Cléber, Ceará visualiza retorno esportivo e futura maior venda da história

Alvinegro não recebeu propostas oficiais pelo jogador, mas renovação com multa milionária mostra importância que o atleta ganhou no clube

Legenda: Cléber chegou ao terceiro gol pelo Ceará no Brasileirão 2020
Foto: Kid Júnior / SVM

Conciliar o retorno esportivo e financeiro é hoje o grande objetivo de qualquer clube que forma jogadores, como é o caso do Ceará. E o que aconteceu recentemente com Arthur Cabral, que deu retorno dentro de campo e econômico para o clube em 2018, pode voltar a acontecer.

Apesar de não ter participado da base alvinegra e ser fruto de uma sagaz observação de mercado do Vovô, o atacante Cléber, de 23 anos, 1,95m e que tem 5 gols marcados pelo Ceará em pouco mais de um mês após ter estreado pelo Alvinegro, é alvo de observação de times do futebol.

Na tarde desta quinta-feira (27), o Globo Esporte do Rio Grande do Sul divulgou que o Grêmio havia realizado proposta de R$ 15 milhões por 60% do passe do atacante, que também está vinculado ao Ferroviário. Informação que não foi confirmada pela diretoria alvinegra. Não há qualquer proposta oficial do time gaúcho.

No entanto, já há algumas semanas, desde que despontou como goleador do Vovô na Copa do Nordeste, Cléber tem sido alvo de consultas, e a cúpula alvinegra visualiza no atleta a possibilidade, de um dia, se tornar a maior venda da história do clube. Tanto que estabeleceu um novo contrato com atleta com multa de R$ 50 milhões para o mercado brasileiro.

Até o momento, a venda de Felipe Jonatan é a maior do Alvinegro e do futebol cearense, com R$ 6 milhões, embora o negócio de Arthur Cabral, já envolvendo uma segunda venda de Palmeiras e empresários para o Basel, tenha sido o mais lucrativo no acumulado entre a primeira venda e os ganhos posteriores, com R$ 13 milhões recebidos pelo Vovô.

A maior venda do futebol nordestino, segundo levantamento do jornalista Cassio Zirpoli, é do zagueiro Lucas Ribeiro, do Vitória, para o Hoffenheim/ALE, já neste ano, por R$ 16 milhões

Confira o CearáCast: 

Powered by RedCircle