Ministério da Economia autoriza Adece a operar Microcrédito

Segundo secretário Maia Júnior, decisão é fruto do trabalho do presidente da Adece, Francisco Rabelo, também elogiado pelo secretário Executivo da Casa Civil, Célio Fernando Melo.

Legenda: Com a decisão do Ministério da Economia, Adece já pode operar Microcrédito
Foto: Agência Brasil

Atenção! O ministério da Economia aprovou, ontem, segunda-feira, o credenciamento da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (Adece) como operadora de Microcredito.
 
Agora, segundo informou à coluna o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior, que recebeu o comunicado do presidente da Adece, Francisco Rabelo, a agência poderá assinar contratos sem intermediação financeira, necessitando apenas de parceiro de prestação de serviços financeiros de meios de pagamento.


 
A decisão do ministério da Economia também facilita a Adece a captar recursos junto ao Bndes e outras instituições financeiras.

Maia Júnior disse que essa decisão pode ser creditada ao trabalho do presidente da Adece, “que está dando um novo rumo à instituição, dinamizando-a e fazendo-a cumprir suas tarefas institucionais”. 

Feliz com a notícia, o secretário elogiou “a competência de Francisco Rabelo, um executivo dotado de espírito público, já tendo sido superintendente do BNB, de cujos quadros técnicos surgiu, e diretor financeiro da Sudene, sempre de maneira proba, eficiente e compromissada com a austeridade”.

o economista Célio Fernando Melo, secretário Executivo de Inovação da Secretaria da Casa Civil do Governo do Estado, também se alegrou com a decisão do ministério da Economia, que "foi fruto da capacidade de trabalho, da criatividade e do jeito austero de administrar” do presidente da Adece.

“Conheço e admiro Francisco Rabelo há 40 anos. Sua carreira no BNB, sua passagem pela diretoria da Sudene e, agora, como presidente da Adece só o engrandecem como servidor público dedicado exclusivamente às suas tarefas, sem quaisquer vinculações com políticas ou ideológicas. Francisco Rabelo é o que posso chamar de exemplo de bom gestor. Ele está desenvolvendo na Adece um trabalho digno de louvor, tendo já devolvido à instituição o respeito que ela teve em tempo não muito distante”, disse Célio Fernando.

O secretário Maia Júnior voltou a afirmar que Francisco Rabelo tem a sua confiança, a confiança do governo do Estado e de toda a equipe de executivos profissionais da Sedet.