Fortescue exportará H2V direto da Austrália para Alemanha

Segundo a agência de notícias EBPR, a empresa australiana, que tem entendimentos com o Ceará para investir no Hub do Hidrogênio Verde no Pecém, tornou-se parceira da alemã E.On, gigante europeia

Legenda: A Fortescue celebrou Memorando de Entendimento com o Governo do Ceará para a produção de H2V no Pecém
Foto: Fuellcelsworks.com

Empresa australiana com Memorando de Entendimento celebrado com o governo do Ceará, a Fortescue Future Industries e a alemã E.On, uma das grandes distribuidoras de gás da Europa, fecharam parceria, por meio do qual entregarão, até 2030, na Alemanha, cinco milhões de toneladas de Hidrogênio Verde a serem produzido na Austrália.

A informação é da agência de notícias EBPR, especializada em informações da área de energia.

O total de H2V a ser fornecido pela Fortescue à E. On equivale a um terço do gás que a Alemanha importa da Rússia, hoje.

A informação da EBPR adianta que as duas empresas prestarão colaboração aos governos alemão e australiano para que o fornecimento do Hirogênio Verde se fala o mais rapidamente possível, com o que s parceiras ajudarão a descarbonizar empresas de médio porte na Alemanha, na Holanda e em outras regiões atendidas pela E.On.

Lembra a EBPR que, no ano passado, Austrália e Alemanha celebraram um acordo bilateral com o objetivo de produzir Hidrogênio Verde na Austrália e exportá-lo para a Alemanha. 

A Fortescue, aqui no Ceará, estava, havia dois meses, segundo informou o secretário do Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado, Maia Júnior, adotando providências técnicas, jurídicas e administrativas para a implantação, numa área de 150 hectares na ZPE do Pecém, de uma unidade de produção de Hidrogênio Verde, para o que utilizará energias renováveis oferecidas por várias empresas geradoras da região Nordeste, inclusive do Ceará.