Exposição da Pecnordeste tem até trator com ar-condicionado

São quase 200 estandes, que mostram a força do agro cearense e, também, o que há em máquinas e equipamentos modernos para a agricultura e a pecuária. E mais: Oi sai do prejuízo e dá lucro

Legenda: Com ar condicionado para o conforto do seu guiador, o trator acima está exposto na Pecnordeste-2022
Foto: Egídio Serpa / Diário do Nordeste

Com o dobro de público de sua última edição, em 2019 (em 2020 e 2021, a pandemia impediu sua realização), com 150% a mais da área ocupada no Pavilhão Oeste do Centro de Eventos, com três vezes mais expositores e patrocinadores e, pela primeira vez em 20 anos, com a presença da governadora do Estado, a Pecnordeste-2022, que foi aberta ontem e prosseguirá até amanhã, stá surpreendendo também pela qualidade de sua exposição de produtos e serviços.
 
Do lado de fora do gigantesco edifício do Centro de Eventos, diante do Pavilhão Oeste e bem em frente à Avenida Washington Soares, há – totalmente coberta – uma exposição de animais bovinos e caprinos leiteiros, cuja ordenha é mecânica.

Do lado de dentro, quase 200 estandes expõem a força das pequenas, médias e grandes empresas do agro cearense. 

A Itaueira Agropecuária, por exemplo, mostra sua linha de sucos de frutas, parte dos quais é exportada para a Europa; 

O Banco do Brasil e seus atenciosos gerentes bons de venda apresentam seu rol de oportunidades de financiamento para empreendimentos no campo; 

A Ceará Máquinas Agrícolas (Cemag), ocupando a maior área da exposição, apresenta uma microamostra das máquinas e equipamentos que produz em sua fábrica de Fortaleza e que são comercializados em todo o país;
 
A Hidrocomando Bombas, por sua vez, expõe o que produz para a irrigação; 

A gigante New Holland pôs à visitação um trator moderno que tem até ar-condicionado na cabine do guiador; 

A CRV exibe grandes posters de seu gado Girolando – reprodutores e matrizes – para venda; 

A Galvani mostra o que faz na inovação e na tecnologia agrícola; 

A Suprema Solaris tem à disposição de quem por elas se interessar placas solares fotovoltaicas para projetos de geração de energia renovável.

E há ainda muito mais novidades na Pecnordeste, incluindo um Espaço Acadêmico, onde pesquisadores das faculdades de ciências agrárias falam de suas pesquisas.
 
E, nos auditórios, há palestras técnicas e científicas para todos os elos da cadeia da agropecuária.

“No próximo ano, a Pecnordeste será maior do que a deste ano. E será assim com o passar dos anos, porque a agropecuária cearense está crescendo e continuará crescendo, principalmente depois do que estamos a observar, ou seja, um esforço conjunto de convergência do governo do Estado e das lideranças do agro”, comentou Gilson Gondim, produtor e exportador de frutas ornamentais.

Por sua vez, o agropecuarista Luiz Girão, fundador da Betânia Lácteos, resumiu assim a Pecnordeste:
“A exposição está tão boa e tem tantos assuntos em discussão nas palestras e conferências, que eu vou passar o dia aqui, ouvindo e vendo tudo”.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Governo do Estado, Maia Júnior, também se declarou muito bem impressionado com a Pecnordeste este ano. E disse que “isto é uma prova da boa interação que o governo mantém com o setor do agro, promovendo-o com missões no exterior, prospectando novos mercados e atraindo novos investidores”.  

OI REVERTE PREJUÍZO E MOSTRA LUCRO

Ontem, a Operadora Oi, que está em regime de recuperação judicial, publicou, com um mês de atraso, seu balanço financeiro relativo ao primeiro trimestre deste ano. 

Ela reverteu o prejuízo de R$ 3 bilhões, registrado no primeiro trimestre do ano passado, e obteve um lucro de R$ 1,78 bilhão de janeiro a março deste ano. 

A empresa teve, no primeiro trimestre deste ano, uma receita líquida de R$ 4,4 bilhões.