No Brasileirão 2021, Ceará cria mais chances de gol que em 2020, mas aproveitamento é menor; veja

Nas 11 rodadas iniciais da Série A 2021, Ceará teve mais chances de gols que no mesmo período da Série A 2020, mas índice de aproveitamento em gols é menor

Vina chuta bola e goleiro do Juventude defende
Legenda: Vina perde boa chance contra o Juventude; goleiro adversário fez a defesa
Foto: Kid Junior/SVM

Já se foram 11 rodadas do Campeonato Brasileiro, o que corresponde a quase 30% da competição. Período ainda curto, mas que já permite algumas observações mais detalhadas de determinadas equipes. No caso do Ceará, chama atenção algo que já foi falado aqui nesta Coluna anteriormente: como o time não tem aproveitado bem as oportunidades criadas.

Os números refletem isso. Em comparação ao mesmo período de 11 rodadas iniciais da Série A 2020, o Vovô tem um índice até maior de chances de gol, mas o aproveitamento é inferior. As estatísticas são baseadas no InStat, ferramenta de análise de desempenho, que inclusive é utilizada pelos clubes profissionais (como Ceará e Fortaleza).

Números

Legenda: Lima é um dos principais jogadores do Ceará na temporada 2021 e responsável por várias chances criadas
Foto: Kid Junior / SVM

Neste recorte do campeonato do ano passado, o Ceará havia criado um total de 42 chances claras de gol e balançou as redes adversárias em 12 vezes (aproveitamento de 29%).

Nesta atual edição do Brasileirão, no mesmo período temporal, já teve um total de 61 oportunidades claras para marcar, um aumento de quase 50%. Porém, marcou 13 gols, que reflete em um aproveitamento de 21%.

Em resumo, nas 11 rodadas iniciais da Série A 2021, o Ceará teve mais chances de gols que nas 11 rodadas iniciais da Série A 2020, mas converteu menos.

É óbvio que vários fatores devem ser levados em consideração, como os adversários enfrentados em cada ocasião, os jogos feitos em casa e fora de casa, o contexto atual do time...mas, mesmo assim, tem sido nítido para quem acompanha os jogos do Ceará que está faltando um maior refino nas finalizações.

falei aqui sobre Guto Ferreira, mas é preciso ter uma observação mais crítica também em relação aos jogadores, que possuem uma grande parcela de responsabilidade quando o time não conquista determinados resultados, como os empates contra Internacional, São Paulo e Cuiabá, em que o Alvinegro teve chances de vencer, mas desperdiçou.

O início de Brasileirão do Ceará não é ruim. Mas é fato que poderia ser melhor se houvesse um aproveitamento mais elevado nas finalizações. E isso é algo que precisa ser corrigido.