Ceará não descarta contratação de outro lateral-direito mesmo com Michel Macedo

Posição foi alvo de críticas de torcedores em 2021

Robinson de Castro, presidente do Ceará, em entrevista coletiva
Legenda: Robinson de Castro, presidente do Ceará, tem buscado reforços para 2022
Foto: Marcelo Vidal/cearasc.com

A lateral-direita foi uma posição problemática para o Ceará em 2021. Após a saída de Samuel Xavier, três jogadores disputaram vaga neste ano, mas nenhum se firmou e "tomou conta" da posição. O Alvinegro já anunciou Michel Macedo, mas é provável que, mesmo com este reforço, o clube ainda vá ao mercado em busca de um outro lateral.

Gabriel Dias, Buiu e Igor foram as opções para o setor na última temporada. Em fim de contrato, Gabriel não deverá permanecer, mas a rescisão ainda não acontece por conta de lesão do jogador. Buiú e Igor possuem contrato, mas o clube analisa a possibilidade de envolvê-los em negociações ou empréstimos.

Com isso, Michel Macedo não deve ser o único contratado para atuar por ali. Em entrevista exclusiva ao programa Jogada 2º Tempo, na última sexta-feira (24), o presidente do Ceará, Robinson de Castro, falou sobre o tema.

"Não inviabiliza a gente trazer um outro lateral-direito, ou outro lateral-esquerdo, porque a gente está fazendo essa montagem (do elenco) e é um joguinho de xadrez. Eu sei que é uma posição (lateral-direita) que realmente, nos últimos anos, a gente não tem tido muita sorte, e a gente vai estar atento às oportunidades. Se surgir uma opção de lateral-direito que a gente sinta que seja em uma condição de fazer mais uma contratação para a lateral, não descartaria, não", disse o dirigente.

O mandatário alvinegro também falou sobre o nome de Samuel Xavier, que foi tentado para 2022, mas é uma negociação "improvável" no momento.

Até agora, o Ceará acertou duas contratações para 2022: o volante Richardson e o lateral-direito Michel Macedo. Há outros jogadores que estão encaminhados e deverão ser anunciados ainda nos próximos dias.