Análise: Impecável, Fortaleza se impõe contra líder Atlético-MG em jogo fora da curva

Tricolor fez melhor partida na Série A do Brasileiro para bater o líder por 2 a 1, mesmo jogando a maior parte do tempo com um homem a menos. David desencanta e Bruno Melo é "redentor" em noite de grande atuação de Ronald

Legenda: Bruno Melo entrou para fazer o gol da vitória, de cabeça. Leão derrotou o Galo na raça
Foto: Kid Júnior

Uma vitória gigante, com uma atuação impecável e que ficará registrada na memória dos torcedores por um bom tempo. Não é pra menos. O Fortaleza resgatou a história e fez valer à risca seu hino. Combativo, aguerrido e vibrante, o Tricolor bateu o Atlético-MG por 2 a 1, no Castelão, e obteve um resultado daqueles fora da curva.

Contra o líder do Campeonato Brasileiro e time que, na atualidade, pratica melhor futebol no País, o Leão rugiu mais alto, interrompendo a série de quatro vitórias seguidas dos mineiros. Segunda vitória do time de Ceni sobre um líder da competição, já que antes havia vencido o Internacional, por 1 a 0.

A vitória premia o plano tático de Rogério Ceni, que anulou o Galo. Dentro da proposta de cada equipe, o Fortaleza foi melhor. Muito seguro na marcação, sem dar espaços ao Galo e mantendo a intensidade, conseguiu neutralizar o Atlético e até criou as melhores chances para marcar na partida.

Powered by RedCircle

Resultado suado, conquistado com muita entrega coletiva e uma intensidade de jogo acima do normal. O desgaste foi ainda maior por atuar cerca de 60 minutos (contando os acréscimos) com um atleta a menos, após expulsão de Felipe em lance controverso, já que o árbitro Sávio Pereira Sampaio foi extremamente rigoroso para aplicar o segundo cartão amarelo.

A história desta vitória passa diretamente pela superação de dois jogadores específicos. David quebrou jejum de 20 partidas sem marcar e anotou o quarto gol dele na temporada.

Mas David não foi o único "redentor" da noite. Coube a Bruno Melo, que saiu do banco de reservas com a cabeça enfaixada, decretar a vitória, aos 41 minutos do segundo tempo. Curiosamente, de cabeça, aproveitando cruzamento de Osvaldo.

O lateral-esquerdo recuperou-se no mesmo palco da cena preocupante da semana passada, em que deixou o gramado sangrando após choque de cabeça com Bruno Pacheco, no Clássico-Rei.

O desequilíbrio veio no momento certo. Naquela altura, o jogo estava 1 a 1, já que Eduardo Sasha, ainda no fim do primeiro tempo, aproveitou cruzamento na área e havia deixado tudo igual.

Melhor do jogo

O melhor em campo, entretanto, não foi autor de gol. Ronald fez partida impecável defensivamente e foi fundamental na saída de jogo, mostrando personalidade absurda, vencendo oito de 12 duelos individuais.

Ceni x Sampaoli

No duelo de técnicos, Rogério Ceni levou a melhor novamente. Foi o terceiro duelo entre ambos, com mais uma vitória do brasileiro. Ceni segue 100% contra o argentino.