Rogério Ceni trabalha em duas frentes para fazer o Tricolor avançar

Manter o Fortaleza na Série A do Campeonato Brasileiro e classificar a equipe para as quartas de final da Copa do Brasil, diante do Athletico/PR, são duas missões que Rogério Ceni objetiva entregar à diretoria e à torcida tricolor

Legenda: Técnico tornou-se ídolo da torcida tricolor e já pode ser considerado o maior treinador da história do Fortaleza, com três títulos em um ano e meio à frente do clube
Foto: Jl Rosa

A  torcida do Fortaleza ainda está em clima de festa pela conquista do título de campeão da Copa do Nordeste, inédito para o clube. Vinte e quatro horas depois de erguerem a taça de campeão do Nordeste, os jogadores ainda estão eufóricos.

A onda de positividade solidificou o trabalho do técnico Rogério Ceni, apontado hoje como o treinador mais importante em conquistas nos 100 anos de história do clube. De Norte a Sul, o comandante do Leão tem visto o seu valor reconhecido. Entretanto, há muito o que fazer, pois se sabe que, no futebol, o importante é sempre manter a boa performance e atingir os resultados.

Assim sendo, Rogério Ceni tem duas missões imediatas para continuar mantendo o Leão na trilha das conquistas.

A primeira delas será classificar a equipe para as quartas de final da Copa do Brasil. No primeiro jogo, houve empate por 0 a 0 com o Athletico/PR. A segunda partida será realizada no próximo dia 5 de junho, às 19h15, na Arena da Baixada.

Brasileirão

A outra frente de ação de Rogério Ceni e de sua comissão técnica é fazer com que o time se mantenha na Série A do Brasileiro e, para que isso vá se concretizando, o fundamental é sair pontuando desde já.

Para esse fim, há dois compromissos dos mais difíceis nos próximos dias. Amanhã, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, o desafio é encarar o Flamengo, com seu elenco estrelado.

E depois de jogar contra o Athletico/PR, no dia 5 de junho, a pedreira no caminho é o Grêmio, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

"Sendo realista, desejo voltar a Fortaleza, depois dessa jornada, com o time fora da zona de rebaixamento", declarou Rogério Ceni. E ainda acrescentou: "Nós cumprimos essa etapa de títulos, como pudemos e agora vamos nos agarrar com a força que a gente tem para cumprir bem esses quatro jogos, antes da parada da Copa América".

Consciência

Rogério acrescentou que tem consciência de que a valorização do seu trabalho é vinculada à realidade: "Futebol é momento. As pessoas são apaixonadas e vivem o momento. Melhor técnico ou não, depende, mas eu tenho um grande carinho pela torcida do Fortaleza", disse Rogério Ceni.

O site "Chance de Gol" aponta que a probabilidade de queda do Fortaleza na Série A é de apenas 27,6%, mas a comissão técnica não tem razões para ter essa preocupação de forma antecipada.

Fora de campo

Há meios indiretos nos quais Ceni poderá dar uma grande contribuição: a campanha de sócios-torcedores e a estruturação do clube. O Leão já ultrapassou os 30 mil sócios.

O presidente Marcelo Paz falou sobre o novo momento: "Rogério continuará sendo importante. Os desafios não param, as conquistas vieram, são muito valiosas, mas temos que seguir em frente. Eu sempre falei que o nosso maior desafio é permanecer na Série A para 2020. E agora, a nossa luta é também a Copa do Brasil. Passar de fase vale muito".

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte