Ex-Ceará, Ricardo Bueno revela clima na China, onde jogou em estádio vazio por causa de coronavírus

Atacante atua pelo Buriram, da Tailândia, que enfrentou o Shanghai Shenshua durante a epidemia do vírus que matou mais de 130 pessoas na China

Legenda: Bueno enfrentou time de Oscar e de Hulk com portões do estádio em Shanghai
Foto: Foto: Reprodução

Os crescentes casos do coronavírus adiaram a liga de futebol chinesa, sem previsão para retorno. Porém, nesta terça-feira (28), o jogo entre Shaghai Shenshua (CHI) e Buriram United (TAI), pela Liga dos Campeões da Ásia, foi disputado com portões fechados por medidas de prevenção para a doença não se espalhar. Um dos atletas que jogou a partida foi o atacante Ricardo Bueno, que atuou pelo Ceará em 2019, e agora defende o time tailandês.

À ESPN, o atleta comentou sobre a situação no país onde a infecção teve início. Nas redes sociais, Bueno postou fotos de máscara em Shangai, antes da partida.

No Ceará, há um caso suspeito de coronavírus, segundo o Ministério da Saúde.

"Quando chegamos ao hotel na China, antes de entrarmos, os chineses estavam com um aparelho medidor de febre na porta do hotel. Eles mediam a febre de um por um. Então, estão tendo muito cuidado e trabalho para que não se estenda para o restante do mundo esse vírus", falou o atacante.

De acordo com a agência estatal CGTN, o número de mortos por causa do coronavírus chegou a 132 na China. As estatíticas assustam o jogador, que lamentou o fato do jogo ter sido mantido em uma situação tão tensa.

"É um vírus que infelizmente tem matado muita gente. Outras pessoas estão muito mal, mas não tínhamos outra saída né? A data do jogo já estava marcada e não tinha muito o que fazer a não ser viajar e tentar se prevenir ao máximo pra não ser infectado. A população está bem assustada. Tanto que a cidade de Xangai está bem parada e com poucas pessoas nas ruas. O estádio não tinha quase ninguém no jogo devido a precaução de todos", contou Ricardo.

A equipe do ex-atleta alvinegro perdeu por 3 a 0 para o Shangai, time que leva o nome da cidade onde mais de 80 casos do coronavírus foram confirmados até o momento.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte