CTs de Ceará, Fortaleza e Ferrão têm "completa ausência de medidas de segurança contra incêndio"

Em entrevista exclusiva ao Sistema Verdes Mares, o tenente Romário Fernandes, assessor de imprensa do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, deu detalhes do que se considerou deficiente na estrutura dos clubes

O Corpo de Bombeiros do Ceará divulgou o resultado de fiscalização realizada nos centros de treinamentos dos três principais clubes de futebol cearenses: Ceará, Fortaleza e Ferroviário e constatou uma "completa ausência de medidas de segurança contra incêndio" nas três edificações. As fiscalizações se deram nesta segunda-feira (11), dois dias após a tragédia que matou 10 pessoas no CT do Flamengo, no Rio de Janeiro e deixou outras três crianças feridas, incluindo dois cearenses.

"O CT do Ferroviário, localizado na Rua Dona Filó, na Barra do Ceará, o CT do Fortaleza, localizado na Rua 19, no Alto Alegre, em Maracanaú, e o CT do Ceará, localizado na Rua S, no Jabuti, em Itaitinga, não dispõem de nenhuma das medidas de segurança contra incêndio e pânico exigidas pelas normas técnicas do Estado", disse o órgão em nota.

Em entrevista exclusiva ao Sistema Verdes Mares, o tenente Romário Fernandes, assessor de imprensa do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, deu detalhes do que se considerou deficiente na estrutura dos clubes. "O que se encontrou foi uma completa ausência de medidas de segurança contra incêndios. Ausência de extintor de incêndio, saída de emergência, alarme de incêndio, todas as medidas básicas.... Com isso o Ambiente se torna potencialmente perigoso", disse.

Projeto no Ceará

Segundo a nota, O CT do Ceará é o único que dispõe de projeto de segurança contra incêndio. Porém, o projeto conta apenas com um cronograma de execução, que ainda não começou a ser implementado.

Após ter notificado todos os clubes cujos centros de treinamento encontram-se irregulares, o CBMCE, juntamente com o Ministério Público, se reunirá com representantes das agremiações para que sejam adotadas no prazo mais curto possível medidas que garantam a segurança de atletas, funcionários e torcedores que se utilizem das dependências dos centro de treinamento dos clubes.

Clubes

Ceará, Fortaleza e Ferroviário foram procurados pela reportagem do Diário do Nordeste para esclarecimento dos fatos se pronunciaram por meio de nota.

Nota do Leão

"O Fortaleza Esporte Clube comunica e vem destacar os procedimentos realizados quanto às suas categorias de base, como também, as providências que estão sendo tomadas para qualificar ainda mais as condições dadas aos garotos que são alojados pelo clube".

Nota do Vozão

O Ceará tem certificado de aprovação de projeto junto ao Corpo de Bombeiros (184156) datado de 27 de julho de 2018. Desde então, as instalações da Cidade Vozão, Centro de Treinamento das categorias de base do Ceará, passam por ajustes no intuito de atender às exigências estabelecidas pelo órgão fiscalizador. O tempo estipulado para o término das obras no CT de Itaitinga é de Abril de 2019. O Ceará busca atender todas os requisitos impostos por entidades de supervisão, pensando no bem-estar e segurança de todos os funcionários do equipamento. Com 19 apartamentos, a Cidade Vozão tem capacidade para atender, hoje, 76 atletas. Atualmente, 40 atletas estão alojados nas dependências do CT.

Nota do Ferroviário

O Ferroviário vem realizando reformas em todas as suas estruturas desde o final de 2017, pelo projeto “Ferrão nos trilhos do futuro”. Trabalhamos com a recuperação do estádio Elzir Cabral, no qual desejamos mandar os nossos jogos o quanto antes na nossa casa. As obras também se referem a sede administrativa e alojamento dos atletas. Tratando-se do alojamento da base, existe um planejamento de iniciar uma reforma em junho deste ano, até lá o prédio destinado aos garotos, encontra-se desativado e os atletas jovens residem em residências de seus familiares com ajuda de custo.


Assuntos Relacionados