Gusttavo Lima anuncia última live na pandemia do coronavírus

Fãs precisam pagar para assistir transmissão

Gusttavo Lima cantará sucessos da carreira acompanhado de orquestra
Legenda: Gusttavo Lima cantará sucessos da carreira acompanhado de orquestra
Foto: Divulgação

O cantor Gusttavo Lima, 31, não deve fazer mais lives durante a pandemia do coronavírus. A última apresentação online será realizada nesta sexta-feira (4). As informações foram divulgadas pela plataforma privada que irá realizar show virtual do sertanejo.

"Fiz muita coisa legal durante a pandemia, mas agora optei por não fazer mais lives. Quero me dedicar ao novo DVD e me empenhar nos meus próximos lançamentos", afirmou Gusttavo Lima.



Um dos planos é dar mais atenção para carreira internacional. Em agosto, o sertanejo fará uma turnê nos Estados Unidos com shows com a presença do público em Orlando, Miami, Atlanta, Newark e Boston. Para este última live, Gusttavo Lima promete uma grande produção, com orquestra ao vivo. A exibição vai marcar a inauguração de uma plataforma de transmissões e shows, em São Paulo.

A live "Embaixador In Concert" não é gratuita. O valor do ingresso é R$ 29,90 e é vendido na plataforma ou no site da empresa. "Como essa será minha última aparição virtual, em live ou qualquer meio do tipo, vai ser também meu último show da pandemia. O "Embaixador in Concert" vai rolar direto de São Paulo, com orquestra e tudo de mais lindo que eu posso levar ao meu público", disse Gusttavo Lima.

O sertanejo já havia falado, ainda no começo da pandemia em abril do ano passado, que não faria mais lives após ter sido criticado ao aparecer em show virtual proferindo palavrões e bebendo de cerveja a tequila, mostrando estar alterado em algumas ocasiões. Depois, no entanto, ele voltou a fazer shows virtuais.

"Acho que o grande segredo da live é tirar o lençol do fantasma. Acho que uma live engessada e politicamente correta não tem graça. O bom são as brincadeiras, à vontade, levar alegria, alto astral para as pessoas que estão agoniadas nesse momento. Não farei live pra ser censurado", escreveu ele em seu perfil no Twitter na ocasião.

Quero receber conteúdos exclusivos do É Hit