Fast Shop anuncia fechamento temporário de lojas após suposto ataque hacker

Golpe teria invadido infraestruturas internas e sistemas de tecnologia do empreendimento

Fachada de um loja da Fast Shop
Legenda: Loja comercializa produtos eletrônicos, incluindo televisores, videogames, smartphones e outros
Foto: divulgação

A Fast Shop anunciou, nessa quarta-feira (22), o fechamento temporário de todas as lojas e adiamento dos pedidos realizados pela internet. Segundo o Canaltech, a rede foi vítima de um ciberataque e o golpe atingiu as infraestruturas internas e os sistemas de tecnologia, assim como dados de usuários e informações corporativas da companhia.

"Anunciamos o fechamento de todas as lojas até 26/06 e todos os pedidos online adiados até 27/06. Pedimos desculpas pelos problemas", publicou a empresa na conta no Twitter, sem dar mais detalhes.

Horas antes, em outra postagem, o suposto responsável pela invasão usou o perfil oficial do empreendimento para divulgar detalhes sobre o que foi comprometido e até disponibilizou um link do Telegram por onde as negociações sobre o caso poderiam acontecer.

Tweets no perfil da Fast Shop sobre suposto ataque hacker
Foto: reprodução

Fast Shop fora do ar

Segundo a mensagem, o golpe aconteceu no domingo (19) e teria atingido os sistemas de TI e infraestruturas de cloudcomputing da Fast Shop. Dados em plataformas da Amazon Web Services, Azure e IBM teriam sido acessados, entre outros, resultado na obtenção de códigos-fonte, dados de usuários e informações corporativas.  

Até a publicação desta matéria, na manhã desta quinta-feira (23), o site da Fast Shop seguia no ar, mas apresentava alguns erros e dificuldade para exibir imagens. A empresa ainda não se manifestou sobre o suposto ataque.  

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste


Assuntos Relacionados