Briga de cunhados termina em mortes, e Polícia suspeita que choro de criança teria sido motivação

Outra familiar foi baleada na cabeça e continua internada em estado grave

Cunhados trocam tiros e se matam no Piauí
Legenda: Daniel foi atingido na cabeça e Felipe na virilha
Foto: Reprodução

Daniel Flauberth Gomes Nunes Leal, motorista por aplicativo, de 38 anos, e o cunhado Felipe Guimarães Martins Holanda, de 37, morreram vítimas de tiros depois de entrarem em luta corporal durante discussão, na manhã do último sábado (30), em Teresina, no Piauí.

Juliana Silva, casada com o irmão da esposa de Felipe e prestadora de serviço aos pais dele, estava na casa e foi baleada na cabeça. Ela está internada em estado grave. As informações são do portal g1.

A motivação da briga, segundo a Polícia, teria sido o choro de uma criança, um menino autista de cinco anos, filho de Felipe.

Entenda o crime

Ainda segundo a publicação, Daniel tinha três armas em casa, que foram apreendidas: uma pistola 350 (usada na briga), uma pistola 9 mm e uma pistola 357. Ele ainda aguardava um fuzil comprado recentemente. O homem possuía registro de CAC (Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador).

Daniel estava com uma das armas quando ele e Felipe começaram a se agredir fisicamente, momento em que a arma disparou.

Daniel foi atingido na cabeça e Felipe, na virilha. Os dois morreram.

Motivação

Segundo o delegado Danúbio Dias, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), a família teria informado que a discussão começou porque Daniel teria se irritado com o choro constante do filho de Felipe, um menino de cinco anos que tem Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O delegado Francisco Costa, coordenador do DHPP, informou que o motivo da briga ainda está sob investigação. Vizinhos da família relataram discussões anteriores dos dois ainda na sexta-feira (29).

A família era toda de evangélicos e não consumia bebidas alcoólicas.