Anvisa confirma segundo caso de superfungo Candida auris em Pernambuco

O fungo foi confirmado em mulher de 70 anos, admitida por questões neurológicas no Hospital da Restauração, no Recife. Ela morreu em 5 de janeiro

Candida auris
Legenda: Anvisa confirma segundo caso do fungo Candida auris em Pernambuco
Foto: Shutterstock

O segundo caso do fungo Candida auris em Pernambuco foi confirmado nesta quinta-feira (13) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Conforme informações do G1, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) esclareceu se tratar de uma mulher de 70 anos, admitida por questões neurológicas no Hospital da Restauração, no Recife, no dia 24 de novembro. Ela teve o exame de confirmação para o fungo no dia 30 de dezembro e morreu no dia 5 de janeiro. 

A agência confirmou o primeiro paciente no Estado nesta quarta-feira (12), um homem de 38 anos, admitido no serviço hospitalar no dia 21 de novembro de 2021 na emergência de traumatologia.

Ele recebeu a assistência hospitalar e teve alta no dia 30 de dezembro. O homem foi descolonizado, ou seja, o fungo foi combatido, mas ele permanece em isolamento domiciliar.

Alerta para surto

Segundo a agência reguladora, o cenário já se configura um surto, embora se tenha conhecimento de poucos casos notificados até então. 

"Pode-se considerar que há um surto de Candida auris porque a definição epidemiológica de surto abrange não apenas uma grande quantidade de casos de doenças contagiosas ou de ordem sanitária, mas também o surgimento de um microrganismo novo na epidemiologia de um país ou até de um serviço de saúde – mesmo se for apenas um caso", diz a Anvisa.