Caseiro mata a esposa grávida, a enteada e fazendeiro idoso em Corumbá de Goiás, afirma polícia

Os crimes ocorreram no domingo (28), na zona rural Corumbá de Goiás; Polícia Civil montou uma força-tarefa para localizar o suspeito

Suspeito, a esposa e a enteada
Legenda: Segundo a polícia, o suspeito tomou refrigerante, sacou a arma e deu um tiro no fazendeiro
Foto: Reprodução

A Polícia Civil procura um caseiro suspeito de matar a própria companheira, que estava grávida, a enteada de dois anos e oito meses e um fazendeiro de 73 anos. O triplo homicídio ocorreu no último domingo (28), na zona rural Corumbá de Goiás.

Uma força-tarefa foi montada para localizá-lo. Conforme a polícia, o homem foi identificado como Wanderson Mota Protácio, de 21 anos. Após matar a família, ele teria ido à casa do patrão para furtar um revólver e munições. 

Em seguida, segundo a polícia, foi para uma propriedade vizinha, matou um fazendeiro para roubar a caminhonete fugiu. Neste local, teria tentado estuprar a esposa da vítima.

Ela resistiu e levou um tiro no ombro. Ainda não se sabe o estado de saúde dela.

A mulher do fazendeiro relatou que Protácio era conhecido da família. Segundo a polícia, o suspeito entrou, conversou com a vítima, tomou refrigerante, sacou a arma e deu um tiro.

"A [mulher do idoso] tentou correr e o Wanderson disse que a mataria, mesmo assim ela correu. Ele a derrubou, bateu em seu rosto e tentou estuprá-la. Não conseguindo, atirou também contra ela, acertando seu ombro. Caída no chão, se fingiu de morta", diz trecho do boletim de ocorrência ao qual o G1 teve acesso.

"Então ele pegou a caminhonete da vítima e fugiu. A mulher conseguiu se deslocar atá a propriedade vizinha para pedir ajuda", continua o documento. 

Telegram

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil