Satélite brasileiro Amazônia-1 pode estar fora de controle

Rastreadores nos Estados Unidos identificaram irregularidades no sinal da espaçonave

O satélite brasileiro Amazônia-1 apresentou irregularidades no sinal
Legenda: Primeiro satélite de observação da Terra feito no Brasil foi lançado no último domingo (28)
Foto: Inpe

O satélite brasileiro Amazônia-1, lançado no último domingo (28), pode estar girando fora de controle após rastreadores nos Estados Unidos identificarem irregularidades no sinal da espaçonave. 

A situação poderá ser revertida durante tentativas de envios de comando e uso do sistema de controle de atitude para estabilizá-lo. As informações são do portal UOL. 

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) não emitiu pronunciamento oficial sobre o possível problema. A Agência Espacial Brasileira (AEB), por sua vez, informou que aguarda a nota do Inpe. 

Em um aplicativo de mensagens instantâneas, engenheiros ligados ao projeto disseram não ter autorização para falar, mas minimizaram a gravidade da situação. 

Decolagem

O Amazônia-1 entrou em órbita pela agência espacial Indian Space Research Organisation (ISRO), no Satish Dhawan Space Centre, em Sriharikota, na Índia. 

Cerca de 17 minutos após a decolagem, o satélite foi separado do foguete PSLV-C51 e colocado em órbita a 757 km de altitude, em um ponto próximo da ilha de Madagascar e com direção ao Pólo Sul.

Até então, a operação era considerada exitosa, uma vez que a abertura do painel solar havia sido concluída, indicando o pleno funcionamento do satélite. 

Segundo o Inpe, o novo satélite possibilitará também o monitoramento da região costeira, de reservatórios de água e de florestas, além de observações de possíveis desastres ambientais.

Com seis quilômetros de fios e 14 mil conexões elétricas, o Amazônia- 1 é capaz de observar uma faixa de aproximadamente 850 km com 64 metros de resolução.