Olhar técnico

O revisor de textos tem a missão de tornar seu texto perfeito. Saiba as vantagens de contratar esse profissional.

revisor
Foto: Banco de Imagens

Quem nunca ficou em dúvida ao escrever uma palavra ou formular uma frase? Muitas vezes, por mais que a pessoa conheça a Língua Portuguesa, construir um bom texto é um grande desafio. E, mais do que o conteúdo, é importante que essa composição esteja de acordo com as normas ortográficas e gramaticais vigentes. Afinal, quando os erros se acumulam ao longo do texto, até compreendê-lo fica mais difícil. E isso se torna uma situação mais grave se a redação for para um livro ou para um relatório técnico, por exemplo. Para esses e outros casos, sempre há a alternativa de se contratar um revisor profissional, que tem a tarefa de corrigir o que for necessário, desde vírgulas mal colocadas até uma confusa construção de frase.

O processo é aparentemente simples: o autor finaliza as considerações, organiza o texto da forma como achar melhor e o entrega para o revisor; este, por sua vez, vai ler o texto várias vezes, procurando corrigir equívocos gramaticais, ortográficos e outras inadequações, inclusive na construção das frases. Nesta parte é que está o salto de qualidade para o texto. Afinal, graças ao olhar técnico do revisor, os equívo-cos são corrigidos e a mensagem que se quer transmitir pode chegar de forma muito mais objetiva e precisa para quem estiver lendo. 

Qualidade
O revisor vai reescrever as palavras que estiverem grafadas incorretamente, adequar o uso de vírgulas e outros sinais de pontuação e verificar a acentuação correta. Ele também pode atuar como editor, melhorando a disposição dos parágrafos e a extensão das frases, além de selecionar trechos que podem ser escritos novamente ou até retirados, sem prejudicar o resultado final. 

Especialmente no caso de textos técnicos e científicos, o revisor se certifica de que as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) estão sendo seguidas, fazendo as mudanças necessárias. 

No entanto, como é recomendável na contratação de qualquer tipo de serviço, é preciso ter alguns cuidados ao se procurar esse profissional. Em primeiro lugar, verifique se o profissional possui formação relacionada à atividade de revisão ( Jornalismo, Letras e especializações em linguagem). Também verifique a experiência do profissional e as áreas nas quais ele já trabalhou. Em tese, quanto mais abrangente o currículo da pessoa, mais amplo é o seu conhecimento a respeito de temas diversos.

Outro ponto importante para atestar a qualidade do trabalho é pedir indicações a pessoas que já utilizaram os serviços. Peça para ler o texto depois de revisado e, se  possível, até o original para comparar. 

Na hora de fechar o contrato e definir o preço do serviço, fique atento: desconfie de valores muito baixos. Entretanto, o maior preço também não significa necessariamente um melhor trabalho. O bom senso é analisar a média cobrada no mercado, o tipo de serviço oferecido e a qualidade do profissional. Outro aspecto bem importante é o prazo de entrega do trabalho. Uma boa revisão é feita com muito cuidado. Por isso, não aceite promessas de entregas muito rápidas. O importante é pesar cada um desses pontos e encontrar profissionais de alto nível a um preço justo.

Saiba mais
Algumas vantagens de contar com os serviços de revisão ortográfica:
1. Trabalho valorizado: quando o leitor se depara com um texto criativo, claro e objetivo, sem erros gramaticais, a valorização é certa; 
2. Compreensão do leitor: nem sempre apenas aquela revisão automática, que muitos softwares de texto fazem por conta, é suficiente para que um texto seja de fácil compreensão. Muitas vezes, o texto precisa de um olhar mais atento, com ênfase na compreensão do leitor;
3. Olhar “viciado”: por mais que se esteja atento ao escrever um texto, após certo tempo escrevendo e apagando palavras é natural que alguns erros permaneçam; um olhar externo, mais técnico, corrige os pequenos e os grandes equívocos;  
4. Aprendizado: os novos conhecimentos adquiridos com a revisão de um texto são internalizados, o que vai contribuindo para que o autor fique atento a cada vez mais fatores no momento de produzir outros textos, no futuro.